Maior bancada da Assembleia Legislativa com cinco deputados e um movimento silencioso para trocar o PSDB por um partido  mais identificado com o Presidente Jair Bolsonaro. Este era  o cenário do tucanato potiguar há um mês.

Ontem,  agenda importantíssima para o Governo Federal e, principalmente,  seu ministro Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) em solo potiguar.

Dos cinco deputados da legenda, apenas Tomba Farias, que já foi ventilado como candidato de oposição à Governadora Fátima Bezerra, esteve presente

O presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira de Souza – entusiasta da candidatura de Rogério Marinho ao Senado – levou falta.  Assim como o deputado Gustavo Carvalho, uma das vozes mais implacáveis contra o Governo do PT na Assembleia.

Deixe um comentário