img_5842.jpg

Do Metrópoles 

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) desembarcou na Itália na tarde desta sexta-feira (29/10), horário local, para uma série de compromissos, que vão desde a reunião do G20 – grupo das maiores economias do planeta – até uma visita à cidade considerada o berço de sua família paterna.

Bolsonaro pretende visitar as cidades de Padova, Pistoia e Anguillara Veneta, no norte da Itália. Nesta última, onde seus familiares nasceram, o chefe do Executivo deve receber o título de cidadão honorário e almoçar com parentes.

O primeiro compromisso do mandatário da República será uma reunião bilateral com o presidente da Itália, Sergio Mattarella.

A previsão é que os dois se reúnam às 19h (14h, no Brasil), no Palácio do Quirinal, residência oficial do chefe de Estado italiano.

No sábado (30/10) e no domingo (31), Bolsonaro participará de reuniões com outros líderes mundiais no G20. O ministro da Economia, Paulo Guedes, e o chanceler, Carlos França, acompanharão o titular do Planalto nas agendas do evento.

O foco da reunião dos líderes mundial do G20 deste ano, a chamada Cúpula de Roma, visa discutir iniciativas para recuperação econômica, tributação internacional e respostas à pandemia da Covid-19, proteção ao meio ambiente e mudanças climáticas.

Também haverá discussão sobre reformas nas organizações mundiais da Saúde (OMS) e do Comércio (OMC), além do revigoramento do comércio e de investimentos internacionais após os efeitos da pandemia do novo coronavírus no mercado internacional.

Segundo fontes do Itamaraty, o mandatário brasileiro defenderá que o G20 precisa focar na busca de respostas para a recuperação econômica no pós-pandemia e sustentará que o comércio e investimentos internacionais são os instrumentos mais poderosos para o desenvolvimento sustentável.

Além de Guedes e França, a comitiva presidencial é composta pelos ministros do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno; e da Cidadania, João Roma.

A primeira-dama brasileira, Michelle Bolsonaro, cogitou acompanhar Bolsonaro na viagem, mas desistiu de última hora.

Deixe um comentário