screen-shot-2020-07-10-at-01-14-43

O ministro das Comunicações, Fábio Faria (PSD-RN),  foi entrevistado na noite de quinta-feira pela CNN.

Como o grande articulador político, algodão entre cristais dos Poderes, criticou os defensores do Impeachment, falou sobre suas relações de amizade construídas ao longo de 14 anos de Brasília,  elogiou a performance da colega ministra da Agricultura Tereza Cristina,  e agora é também  defensor do Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

Saiu em defesa da agenda do ambiental do governo. Uma área que parece não dominar bem, apesar da boa vontade de entrevistadores e entrevistado, saiu com uma gafe, que viralizou na grande rede:

Ele disse que jornalistas estrangeiros vão até Manaus, no Amazonas, para conhecer… a Mata Atlântica (ops).

“Hoje nós mostramos um mapa [na reunião com investidores estrangeiros], que ficou muito claro para eles, né? onde estava preservado… o tamanho, a dimensão que é toda a Amazônia, o que representa pro Brasil…

Nós temos hoje, se você for chegar em Manaus e pousar, e se você quiser pedir um avião.

“Ah, eu quero aqui ver Mata Atlântica”, você fica ali três horas sem parar vendo Mata Atlântica atrás de Mata Atlântica. Mas também se você quiser fazer o que muitos jornalistas fazem no exterior, alguns artistas, “Ah, eu quero ver aqui queimadas”, também tem. Ele vai mostrar ali a região onde tem algumas queimadas que, no total da Amazônia 87%. Nós tínhamos 87% de Mata Atlântica e 13 de queimadas”, discursou.

DO TL

A gafe geográfica foi registrada até pelo humorista Marcelo Adnet da TV Globo,  mas não deverá prosperar na imprensa amiga, que enxerga em Fábio Faria a grande ponte para as verbas publicitárias do Governo Federal.

Com Caatinga ou Mata Atlântica a gosto do freguês.

sistematizacao
 

Comentários do Site

  1. observanatal
    Responder

    Ricardo “da boiada” Salles não sabe, imagine se Fábio Faria vai saber. Prova cabal de que é ministro certo no governo certo. Sem gafe esse governo de Bolsonaro não é ninguém. Lembram do ministro da saúde e seu conhecimento de Equador?

Deixe um comentário