volta-às-aulas

Foi agora há pouco na coletiva diária à imprensa o anúncio do secretário Getúlio Marques (Educação).

O governo do Rio Grande do Norte vai liberar retorno das aulas presenciais a partir do dia 05 de outubro.

Retorno válido para escolas públicas e privada, desde que sigam protocolos de “biossegurança”..

“São duas semanas após a data prevista (do fim do decreto atual), para termos a possibilidade de todas as escolas se preparem para este retorno. Públicas e privadas vão estar nesse decreto. Sairá esse novo decreto, com essa data, desde que tenham essas condições”.

Comentários do Site

  1. observanatal
    Responder

    Agora estou aguardando as reações dos petistas nas redes sociais. Para não parecer lobby bem-sucedido das escolas particulares, Fátima colocou os alunos no mesmo saco de farinha.
    Ela tem certeza que o Governo do Estado pode dar a segurança que ela diz que tem?

    Sabe o que vai acontecer? O prefeito de Natal seguirá o decreto estadual para, talvez, uma semana depois.

    Sabe quem importa no jogo político nacional? Todos, menos os que mais precisam de governo, seja em qual esfera for. Vão dizer “Ah, vai quem quer”, mas neste caso vai quem precisa, diferente de shoppings. Vão liberando oficialmente as possibilidades de contágio e diminuindo os leitos para COVID-19. Faz sentido?

  2. Solange Pereira da Silva
    Responder

    Não consigo entender! Como voltar às aulas sem a menor infraestrutura, onde a maioria das crianças e jovens moram com idosos? Como professores conviver com , aproximadamente 30, 40 alunos em sala de aula? Vai ter máscaras, álcool em gel, distanciamento social? Vai ter pessoal de apoio para suprir as necessidades, diga-se de passagem, são inúmeras? vai haver Epi’S para todos o suficiente? E os professores que fazem parte do grupo de risco, como ficam? Mas, aguardemos as decisões da biosegurança, que até agora, pelo menos pre mim, os argumentos são pífios e vamos rezar, já que não tem vacina, ainda, para que nada nos aconteça. É o que nos resta, se isso de fato acontecer.

Deixe um comentário