reforma-1

Foi por água abaixo o principal argumento do Governo Fátima Bezerra concluir a votação da Reforma da Previdência na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte até amanhã sem debate presencial .

Como esperava a oposição, o Governo Federal prorrogou o prazo em razão dos efeitos da pandemia Brasil afora.

O prazo hora é setembro e até lá os deputados deverão voltar à normalidade do plenário e as galerias deverão ser ocupadas com a devida cautela para o debate tão reclamado nos últimos dias.

Por outro lado, a governadora foi poupada de uma derrota anunciada e passa a ter mais dois meses para ajustas os pontos mais controversos do texto enviado a Assembleia.

Deixe um comentário