Apesar da aparente euforia e fôlego do setor gastronômico e social, uma atual característica da cidade é impossível de não notá-la…

Falo dos prédios e casas, residenciais e comerciais, abandonados em pontos de destaque, tanto em ruas quanto em avenidas referências.

Só num trecho da Salgado Filho, entre a Amintas Barros e a Miguel Castro, possui o antigo prédio da Santos e Cia, que também já fora uma famosa concessionária Ford, tem o super imóvel onde até pouco tempo funcionou uma pizzaria popular, na esquina oposta, em frente à Igreja Universal, e tem o famoso prédio da outra esquina, que abrigava a fábrica da Sam’s, que já teve um painel super bacana de Aécio Emerenciano. Todos com ares de abandonados.

Na Floriano Peixoto, em plena Petrópolis, tem vários estabelecimentos comerciais nesse mesmo estado, além de residências que já foram casas de famílias tradicionais como a de Aristófanes Fernandes e do Seu Alcides Araújo.

Na Afonso Pena, várias lojas sem locadores e o que já fora um ícone do lifestyle-comercial-de-charme de Petrópolis, o ex-ótimo Alamanda Mall, está nos escombros.

E por aí vai… é a Natal dos contrastes, dos escombros e do luxo.

O Alamanda Mall que marcou época de charme e prosperidade em Petrópolis

O Alamanda Mall que marcou época de charme e prosperidade em Petrópolis. Hoje é escombro.

Logo Anninha Logo Fabi b77428f7-0f3f-460b-921a-34503f7d686b Logo Bebeto

Deixe um comentário