Lula quer fazer federação de partidos do PT com PC do B e PSB

c0fb6e5d6afd184096bd9803ec03d071

Do Globo

Para tentar garantir antecipadamente um palanque sólido para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na eleição do ano que vem, lideranças do PT passaram a costurar a formação de uma federação partidária com PSB e PCdoB.

Se consolidado, o movimento criaria um fato político relevante para o petista ainda no primeiro trimestre de 2022.

Em setembro deste ano, o Congresso derrubou o veto do presidente Jair Bolsonaro ao projeto de lei que permite aos partidos se reunirem em federação.

Pelo texto aprovado, as legendas são obrigadas a permanecer unidas por um período de quatro anos e teriam que atuar juntas nas esfera federal, estadual e municipal.

Pelo prazo estabelecido na lei, as federações precisam ser registradas até o início de abril, enquanto as coligações eleitorais podem ser formalizadas até o começo de agosto.

Um dirigente envolvido nas discussões sobre a união dos três partidos de esquerda avalia que a federação poderia eleger até 200 deputados, o que daria a Lula, caso eleito, uma sólida base na Câmara. Hoje, as três legendas somam 92 parlamentares.

TL COMENTA 

A união não teria maiores problemas no cenário local do Rio Grande do Norte.

Pelo contrário.

Poderia resolver uma saída honrosa para o vice-governador Antenor Roberto, com amplas chances de disputar uma cadeira na Câmara Federal.

E  ainda deixaria a posição do deputado Rafael Motta mais confortável com a melhor nominata para sua reeleição em 2022. O sonho de ser o senador de Fátima seria arquivado com justa compensação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.