Por Bela Megale no Globo 

A polêmica do voto impresso causou constrangimento em um almoço recente do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, no restaurante Sushi Leblon, no Rio.

 O relato foi feito própria filha do ministro, a advogada Luna Barroso, por meio de uma mensagem de WhatsApp a qual a coluna teve acesso (veja a imagem). Ela estava com o pai na ocasião.

“Gente, medo do que vai acontecer com o Brasil em 2022.

Vocês não têm noção que eu tava (sic) almoçando com meu pai no Sushi Leblon.

Uma mulher levantou e começou a gritar: tamos (sic) de olho em você, hein ministro!! Voto Impresso! Nunca mais vai almoçar no Rio de Janeiro se não tiver voto impresso”. 

A filha do ministro relatou que a mulher estava filmando e gritando.

Procurado pela coluna, Barroso disse que “uma senhora manifestou-se a favor do voto impresso com algum grau de exaltação.  Nada demais. Estava longe e nem ouvi direito. Democracia é assim, todo mundo tem o direito de se manifestar. Uns com mais educação, outros com menos”.

O presidente do TSE tem se posicionado publicamente contra a PEC do voto impresso. Segundo ele, a mudança “vai ser um mal para a democracia brasileira”. Bolsonaro voltou a acusar as urnas eletrônicas de falhas, mas nunca apresentou nenhuma prova.

DO TL 

A preocupação de Luna Barroso é real e reflete a política do ódio e da intolerância instalada no Brasil desde 2018.

Ninguém pode mais divergir sem agredir do interlocutor que pensa diferente.

Um exemplo nas últimas 24 horas? Ser solidário com a causa do #OrgulhoLGBT ou preferir a prisão do bandido Lázaro Barbosa a morte.

Tudo deságua na polarização política ; esquerda X direita; Bolsonaro X Lula; Coronavac X Oxford; Voto impresso X Voto eletrônico. Polêmicas inflamadas e cada vez mais desrespeitosas. Como bem disse o Ministro; “uns com mais educação e outros com menos”. Ou nenhuma…

Comentários do Site

  1. observanatal
    Responder

    Tem gente imbecil para tudo. Imagino que o restaurante não é era de cardápio barato, então a dá-la da mulher não é uma questão de ignorância como alguns querem dizer. Na verdade, nesses lugares algumas pessoas possuem valores baratos.

    • Neide Melo
      Responder

      Cada um tem o direito de se manifestar desde que seja educadamente. Afinal convenhamos, os senhores do STF são realmente uns gentleman’s quando estão se pronunciando, entretanto não estão reagindo da mesma forma quando se trata de democracia. Eles possuem dois pesos e duas medidas. Ou acham que não percebemos? Isso algumas mídias não veem? Deixamos de ser hipocrisias por favor!

  2. Carlos soares
    Responder

    No mínimo + uma Bolsominia com o Corpo é Mente Carregados de Ódio, além de Mala Educada

  3. Rogério
    Responder

    Depois do ELES E NÓS, criado pela coisa de nove dedos, o país polarizou de uma forma perigosíssima. Tudo pode acontecer em 2022, hoje se politizada tudo, da Vachina ao futebol.

  4. Subzero3127
    Responder

    O que me causa espanto, é a grande dificuldade de algumas pessoas separarem o que é certo do errado!
    É questão de entender, simplesmente, o que é bom e o que é ruim para os brasileiros.
    Façam comparações, por exemplo, dos atos de corrupção praticados por agentes públicos ao longo dos governos do PT (Lula, Dilma e Temer) e, os últimos 30 meses do governo atual.

  5. Rosalvo
    Responder

    Ele não respeita a constituição, e a lisura do voto auditavel, e vem falar em falta de educação. Esse cara é ridículo, vamos pra frente.

  6. Sônia Maria Peres
    Responder

    Queremos Voto AUDITÁVEL SIM! ele é hipócrita e pensa que o povo não sabe o que quer. Deve ser confrontado por cada brasileiro esclarecido e consciente da limpeza que deve ser feita na política e principalmente no STF.

Deixe um comentário