unnamed

Roda Viva – Tribuna do Norte -020521

No período de dois anos as praias do Rio Grande do Norte sofreram o ataque de material poluidor sem que o governo tenha, ao menos, identificado sua origem, numa ou na outra.

Em 2019 foram toneladas de óleo, que teria origens venezuelana, embora nada tenha apresentado para justificar a afirmação.

“Este óleo é venezuelano. O DNA é venezuelano. É uma certeza, é uma afirmação, não uma especulação”, disse o ministro Ricardo Salles, do Meio Ambiente.

Agora são toneladas de lixo (inclusive hospitalar) que apareceram sem aviso prévio.

E nós continuamos tão desinformados como antes. Ao que parece chegaram nas enchentes dos rios que receberam pesadas chuvas em Pernambuco e Paraíba.

Deixe um comentário