sitemateriacapa.png

Da Marie Claire

A crise brasileira tem contornos agudos e sem precedentes: recordes de mortes decorrentes da Covid-19, aumento do desemprego e ataques virulentos à liberdade de expressão.

Em meio a essa tempestade perfeita, assistimos ainda à disseminação criminosa de notícias falsas nas redes sociais. Por esses motivos, o bom jornalismo se tornou ainda mais necessário e urgente no Brasil de 2020. Informações salvam vidas, empregos e a democracia. No comando da cobertura mais sensível das últimas décadas, estão as mulheres jornalistas.

São elas que dia após dia deixam a emoção de lado para noticiar as dezenas de milhares de vidas ceifadas pela pandemia, que buscam fontes para revelar aquilo que os políticos querem esconder dos eleitores, e que chegam a pôr a vida em risco para que a verdade prevaleça.

No Brasil, essa postura combativa tem rendido ataques às profissionais. São difamações proferidas por autoridades, entre elas o presidente Jair Bolsonaro, perseguições virtuais e até agressões físicas nas ruas.

Pela defesa da liberdade de expressão, Marie Claire homenageia 26 entre as milhares de jornalistas brasileiras que seguem semeando conhecimento e esperança por meio dessa profissão que se mostra, mais uma vez, essencial.

A edição de julho/agosto da revista, que chega às bancas em 17 de julho, reúne a história de todas essas incríveis mulheres – além de outras reportagens e textos muito especiais.

TL COMENTA 

O Rio Grande do Norte também tem sua musa guerreira e competente para tratar pauta tão delicada e importante como o Coronavirus.

Como as colegas dos jornais nacional, Emmily Virgilio, da InterTV,  deu o rosto a bater levando a dura realidade do Rio Grande do Norte à tela diária do Jornal Nacional.

Pelas redes sociais, sofreu críticas por cumprir seu ofício de retratar a verdade.

Chegou a ser acusada de (des)informar com fake news, quando reproduziu fatos incontestáveis de aglomeração em Ceará-Mirim. Como suas colegas Natuzas, Andréas, Veras, Majus,  Emmily segue orgulhando os admiradores do bom jornalismo.

Deixe um comentário