Raimundo-1

A queda de braço do PROEDI é uma narrativa com várias facetas capaz de explicar um pouco da geografia política do Rio Grande do Norte.

Um retrato do momento com pesos, contra-pesos , vencedores, vencidos…

Houve um momento de ânimos acirrados, que alguns prefeitos não se sentiram atendidos com as propostas de acordo.

Estresse alto e até deputados da base de Fátima, do próprio PT, ficaram do lado dos Prefeitos.

Dos prefeitos e deles próprios. Afinal, a sobrevivência política passa pelo apoio da base.

Nesse momento, uma voz dissonante; a do deputado Raimundo Fernandes (PSDB).

– Vamos para o voto!!

-Nem eu voto, deputado Raimundo – disse uma voz equilibrada do PT.

Naquele momento, base a oposição sabiam que o Governo estava nas mãos da Assembleia.

Comentários do Facebook

Deixe um comentário