Como muito alardeado, o isolamento social pode trazer ou trouxe para alguns algumas consequências, sejam físicas e/ou psíquicas.

Dentro que seara “física” entra uma questão delicada e muito cobrada “indiretamente” do aumento de peso.

Pela quantidade de chefs ou delícias mostradas em redes sociais, isso é real, e, portanto, aqui estou, com propriedade (faço parte do grupo que aumentou de peso), para falar sobre o assunto com uma pegada de bom senso pessoal e social.

Eu, particularmente, como já sou gordinho desde pequeno, não tô nem aí pra quem me aborda com tal assunto, mas sei que muitos não gostam e temos que respeitar… viver em sociedade é respeitar o próximo e as diferenças.

Então, encontrou um amigo ou amiga que engordou na quarentena, tenha empatia, use da boa educação e bom senso, não saia atirando e fazendo comentários sobre a mudança corporal do tipo: “ – Nossa, Você engordou?” ou “ – O que fez para engordar tanto?“. Péssimo, não é? Se coloque no lugar da pessoa…

Na verdade, Você não sabe se pra essa pessoa é confortável falar sobre o assunto. Se a pessoa tocar no assunto, é diferente, e mesmo assim, sinceridade nua e crua só deve ser exalada se solicitada.

E o pior, não emende com ” – Há algo errado?” ou ” – Você já esteve melhor!“. Isso não é incentivar, pelo contrário. Você precisa ter muita intimidade, ser amigo/amiga super íntima, pra esse tipo de coisa, e olhe lá…

Isso vale pra tudo: para questão “de pele”, “de cabelo” e para o inverso do aumento de peso, “da magreza”. Alguém pode ter ficado deprimido(a) na quarentena e perdeu peso, emagreceu, ou passou pela perde de um parente e perdeu o apetite, ou seja o que for, o “spa” dessa pessoa pode ter sido de dor e não opcional.

É isso.

Ninguém é perfeito, mas pode melhorar…

Female leg stepping on weigh scales. Healthy lifestyle, food and sport concept. 439c364a-5d6e-404e-8f51-e248465fcb42

Deixe um comentário