Roda Viva – Tribuna do Norte – 16/08/20

A fazenda Calabouço do patriarca Celso Lisboa, de Passa e Fica, ficava nos dois Estados – Rio Grande do Norte e Praíba –  e tinha a Pedra da Boca nos seus domínios.

Agora com a consolidação do pólo serrano da Borborema Potiguar ganhou um hotel ali, que começa a funcionar em regime de soft open, com 13 bangalôs, de um total de 30.

Embora na área urbana de Passa e Fica, o hotel foi construído no lado paraibano da fazenda. É um empreendimento de Nona Lisboa, neto de Celso.

O ex-governador da Paraiba José Maranhão criou o “Parque da Pedra da Boca” pegando a fronteira dos dois Estados e beneficiando diretamente a cidade de Passa e Fica que é entrada do Pólo Turístico da Borborema Potiguar (Serra de São Bento e Monte das Gameleiras).

Comentários do Site

  1. Ricardo Lyra
    Responder

    Bom dia, o empreendimento fica ao norte do rio Calabouço , ou seja no Rio Grande do Norte. A pelo menos 500 metros do rio. É visível o progresso turístico de Passa e Fica, Serra de São Bento e Monte das Gameleiras, com a construção de restaurantes, cafés, pousadas ( pousada Alto da Pedra de Ramzi Elali) e casas ( para serranear em Julho e Agosto).

Deixe um comentário