Notícias que circulam na web de hoje… em muitos canais de notícias.

Os sites dão conta que passageiros do voo AD4840, da companhia aérea Azul, viveram momentos de tensão na manhã desta quarta-feira após uma das turbinas do avião parar de funcionar.

O voo saiu de Jericoacoara, no Ceará, com destino ao aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo.

No entanto, o comandante teve de fazer um pouso forçado em Salvador, na Bahia.

Durante o voo, os passageiros perceberam que a aeronave perdia altitude, quando o comandante anunciou a pane em uma das turbinas e a necessidade de pouso de emergência.

Digam aí o desespero que deve dar… ainda bem que estavam em território nacional e não no meio de uma longa travessia.

azul-embraer195 439c364a-5d6e-404e-8f51-e248465fcb42

Comentários do Site

  1. Arinaldo Maia
    Responder

    Um grande trauma para os passeiros e tripulantes! Terrível isso! Ainda bem que ficou somente no susto e todos ficaram “bem”, mas o trauma permanecerá como lembranças ruins e livramento!

    • Will
      Responder

      Procedimentos normais!
      Aviões não tem 2 motores atoa,são programados para chegar com segurança com apenas 01 turbina até o aeroporto mais próximo.

  2. André Franzoni
    Responder

    Desespero? Primeiro o comandante alterna a rota, inicia a descida e somente depois avisa os passageiros o que aconteceu, ou seja, os passageiros nem devem ter percebido o mal funcionamento de um dos motores. Quando um dos motores para de funcionar, o voo e o pouso ocorrem normalmente, mas com cuidados redobrados que a aviação exige.

  3. felipebirolli@hotmail.com
    Responder

    Conversa, procedimento normal. Pouso forçado nem sentido faz né? O redator pode usar o termo pouso alternado. Acontece, se o avião “perdia altitude” era só o início do procedimento de descida…

  4. Leonardo Mateus Figueiredo Pinho
    Responder

    Matéria mal escrita. Onde houve pânico? Esse tipo conteúdo mal informado, que traz trauma para as pessoas que tem algum medo em voar. Pouso forçado? Onde? Me poupe.

  5. Abacate
    Responder

    Nem preciso ler pra saber que a matéria exagerou no que realmente aconteceu, sem saber que não houve pânico e isso era um procedimento normal. É só ler o título “turbina”, já diz tudo.

Deixe um comentário