Depois de participar das costura para o União Brasil, o ex-senador José Agripino Maia (DEM) foi um dos articuladores do encontro da CDL Natal em São Paulo esta semana , onde houve debates com economistas para avaliar o futuro do Brasil pós-pandemia.

Para Agripino, o sentimento é que o empresariado não busca apenas alternativas para o que está posto no cardápio eleitoral em nível de Presidência da República.

Ele diz que a expectativa é que  o Rio Grande do Norte também entre nessa e viabilize um nome capaz de enfrentar à Governadora Fátima Bezerra (PT), hoje favorita nas pesquisas para confirmar a reeleição.

Mas seria algum nome fora da política, da classe empresarial, por exemplo?

Não necessariamente. Mas também não descartou.

Deixe um comentário