“Parasita” foi o grande destaque do Oscar 2020.

Ganhou quatro dos principais prêmios da noite, quatro dos seis que concorreu… um verdadeiro vencedor!!

Por isso, transcrevo a resenha que fiz em relação ao mesmo semana passada.

Quem ainda não assistiu, corra pro cinema que a diversão é garantida, vale muito uma boa sessão com pipoca.

Abaixo…

Poster Parasita

“Pensem num filme interessante, louco, mas real, reflexivo e com desfecho impactante, pra não dizer trágico.

Mostra a imensa diferença de classe social na Coréia do Sul e os subterfúgios que alguns desempregados chegam a fazer pra sobreviver ou escapar do sub-mundo do subterrâneo em que vivem.

É justamente os efeitos desse subterrâneo, o “odor” que se impregna em quem lá vive, que resultou numa reação inesperada de um cidadão pobre diante de uma reação preconceituosa de um rico.

Na verdade, a partir de sua metade o filme se transforma num trailler de suspense, oriundo de um enredo surpreendente, bem escrito e bem executado.

Um dos bons filmes fora do circuito do cinema americano visto nos últimos tempos. Ganhou “Melhor Filme Estrangeiro” no Festival de Cannes.

E afinal, a indagação é inevitável: quem é parasita de quem? Os ricos dos pobres ou vice-versa?

Na mesma sessão Soledade Fernandes assistia o filme. Adorou!

Opinião da coluna: 5 estrelas, ótimo.”

439c364a-5d6e-404e-8f51-e248465fcb42

Comentários do Facebook

Deixe um comentário