energia-eolica_Easy-Resize.com_-1000x600

Da Agência CanalEnergia 

O BNDES vai financiar  a implantação do parque eólico Santa Martina 9, nos municípios de Riachuelo, Bento Fernandes, Caiçara do Rio do Vento e Ruy Barbosa, no Rio Grande do Norte.

Com 63 MW de capacidade instalada, a unidade poderá gerar energia limpa e sustentável equivalente ao consumo de 130 mil residências. Santa Martina 9 compõe o Complexo Eólico Rio do Vento, o maior complexo eólico do mundo.

A implantação do parque gerará cerca de 350 empregos diretos e indiretos e tem como perspectiva o aumento da renda familiar da população local.

A quantidade corresponde a mais de 10% do total de 3.480 de pessoal ocupado nos quatro municípios em 2018, de acordo com dados do IBGE.

De acordo com o diretor de Crédito e Garantia do BNDES, Petrônio Cançado, O financiamento ao parque eólico Ventos de Santa Martina demonstra o compromisso do BNDES em apoiar uma matriz de energia limpa no Brasil, com mais 63 MW de potência, a entrar em operação em 2022.

O financiamento, no valor de R$ 216,7 milhões, será concedido à Sociedade de Propósito Específico Ventos de Santa Artur Energias Renováveis S.A., que pertence ao grupo econômico Casa dos Ventos, no âmbito do BNDES Finem.

Os recursos correspondem a 76% do valor total de R$ 284,8 milhões do investimento.

A previsão é de que o parque entre em operação até dezembro de 2021. O primeiro aerogerador entrou na fase de testes em maio.

O diretor de Novos Negócios da Casa dos Ventos, Lucas Araripe, também lembra que a construção do complexo Rio do Vento já traz transformações positivas visíveis para a realidade local.

Segundo ele, estão sendo criadas oportunidades que começam com a priorização de contratação de trabalhadores locais e geram um movimento com efeito multiplicador de riqueza e de capital humano.

Comentários do Site

  1. observanatal
    Responder

    Tenho a curiosidade de saber quando será que a população, em massa, terá acesso à energia desses geradores. Ou só eu não sinto nenhuma diferença, hoje, nos Bilhões investidos nessa área?

Deixe um comentário