180207-venda-petrobras

Desde ontem à noite a confirmação do desmonte da Petrobras no Rio Grande do Norte caiu como uma bomba nos que pensam e se preocupam com o futuro do Rio Grande do Norte.

Alguns se manifestaram na primeira hora, outros ainda não…

Segue abaixo um pouco dessa repercussão na bancada federal do estado:

SENADOR Jean Paul Prates (PT)

A atual gestão da PETROBRÁS acaba de colocar na praça o “teaser” (sic!) de venda de TODOS os ativos produtivos remanescentes da empresa no estado do Rio Grande do Norte, inclusive a Refinaria de Guamaré e os campos de Alto do Rodrigues e Canto do Amaro.

Como nos seus demais processos de venda em curso atualmente, a atual gestão da PETROBRAS contrata um banco estrangeiro como seu advisor (na verdade corretor) e remete os potenciais interessados a tratar exclusivamente com ele. Neste caso, o JPMorgan.

Desde o ano passado venho reiterada e publicamente alertando que este dia estava para chegar, e que a atual gestão da PETROBRAS está reduzindo a estatal brasileira a uma mera petroleira privada do RJ/SP, saindo de tudo mais e deixando de servir ao País.

Não podemos permitir que a PETROBRÁS venda tudo e saia do Rio Grande do Norte. Isso não é matéria ideológica ou de opinião, muito menos de “pagar pra ver” se o investimento privado dará conta dos seus atuais compromissos com a sociedade do RN.

A venda dos principais ativos da Petrobras nos estados está sendo feita sem NENHUMA tratativa com os governos estaduais ou a sociedade. Ao contrário: dissimulando, escamoteando, minimizando questões graves. Certamente dá motivo a reações proporcionais.

E ainda temos que ouvir os incautos hipnotizados (ou idiotas conscientes mesmo) que comemoram o “fim do monopólio” (que foi extinto em 1997) ou que empresa nunca fez nada pelo Brasil (sempre garantiu a atividade e o abastecimento de todo o território).

DEPUTADO  Walter Alves (MDB)  

Nesse momento, estou a caminho de Brasília. Vou solicitar audiência com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e direção da Petrobras para cobrar explicações sobre essa decisão nefasta para o Rio Grande do Norte.

Hora de união do Governo do Estado, bancada federal do RN, Assembleia Legislativa e sociedade para lutar pela permanência da Petrobras no estado.

É inadmissível e absurdo o desinvestimento e venda de ativos no Rio Grande do Norte anunciado pela direção da @petrobras. Não podemos aceitar!

DEPUTADO Rafael Motta (PSB) 

A Petrobras sempre cumpriu um papel muito importante no que diz respeito ao desenvolvimento regional, mas ainda que visasse apenas ao lucro, a Refinaria de Guamaré é estratégica para qualquer empresa.

Além das explicações que não foram dadas, queremos saber por que a Refinaria de Guamaré foi posta à venda, já que ela recebe hoje todo o petróleo do Estado, produz os derivados e garante à Petrobras a condição de principal vendedora dos produtos no mercado local.

Com a Petrobras fora do RN, vão embora também uma das maiores economias do Estado, milhares de empregos diretos e indiretos e a segurança em relação aos preços de produtos essenciais.

DEPUTADA Natália Bonavides (PT) 

O anúncio da saída da Petrobras do RN é um ataque brutal contra o povo potiguar. A empresa, que é um patrimônio nacional, possui papel estratégico no desenvolvimento regional, com geração de empregos e riquezas para o estado. Lutaremos contra esse retrocesso!

DEPUTADO BENS LEOCÁDIO (PTC)

Com o anúncio da saída da Petrobras do Rio Grande do Norte, iremos somar esforços, independente de bandeiras, e lutarmos pela manutenção da empresa em nosso Estado.

Comentários do Site

  1. observanatal
    Responder

    Essa gente só fala em união depois que perde. Que cinismo.

    Pratinhas, você que defende a energia limpa, e defende mais se cair unas platas no seu bolso, deveria até apontar novos caminhos, mas falta ideia, não é?

Deixe um comentário