img_0496.jpg

O jornalista Paulo Macedo morreu na tarde deste domingo, vitima do Covid-19.

O início do calvário do jornalista começou na quarta-feira, com uma queda no flat onde morava na Praia do Meio. Transportado para o pronto socorro Walfredo Gurgel, foi imediatamente atendido e no dia seguinte foi removido para o hospital Memorial para ser cirurgiado de fratura de fêmur, realizada na sexta-feira.

A| ideia era que ele recebesse alta no sábado ou, no máximo no domingo, quando apareceram os primeiros sintomas do Coronavirus.

TRAJETORIA DE SUCESSO

Paulo Macedo, Isaac Miro Feina, era cearense, e chegou ao RN no início dos anos 50′, na cidade de Patu.

De lá veio para Natal trazido pelo prefeito Djalma Maranhão para o jornal Folha da Tarde.

Em 1954, com a inauguração da Rádio Nordeste, onde começou sua carreira de cronista social.

Depois, levou sua coluna para a Tribuna do Norte. Em 1961 foi Chefe de Gabinete do prefeito Djalma Maranhão.

Mudou-se para o Diário de Natal e especializou-se em jornalismo de automobilismo produzindo uma página semanal.

Em 1963 fez vestibular na Faculdade de Jornalismo Eloy de Souza e formou-se com a primeira turma em 1966, antes de sua federalização.

Comentários do Site

    • Alexsandro Alves
      Responder

      Mais ridículo ainda é um presidente vagabundo afirmar que se trata apenas de uma gripezinha ou de alarde da mídia.

      • Tânia
        Responder

        Presidente não tem nada com isso faz muito tempo. Os médicos agora falam que tratada de forma preventiva será só uma gripe simples. Não estou aqui questionando política de jeito nenhum. Se fosse o caso iria logo para os poderes dominadores do mundo. Eqto os cachorros latem, a caravana passa. É isso que a China está fazendo, passando e dominando tudo eqto países estão divididos no que fazer com o vírus que eles espalharam. O que está acontecendo em várias cidades brasileiras, incluindo Natal, é o tratamento preventivo e de estágio 1 e 2. Adivinha!!! Está dando certo e os números tem que aparecer. Gente que está entubada a meses, mês. Pessoas que por algum motivo não vão fazer uso do tratamento. Vai ver os históricos de óbitos agora. Com todo respeito a sua opinião, nossa guerra está além do Brasil.

    • Forabozo
      Responder

      Então vai trabalhar de voluntário nos hospitais macho, vai lá, é só uma gripezinha. Agora vá sem máscaras ou luvas. Bonitão das tapiocas

  1. Peron
    Responder

    Paulo Mecêdo era um gentleman muito prestativo e solidário! Foi muito importante para a sociedade natalense e me ajudou muito na sua coluna social divulgando meus trabalhos! Que Deus conforte a família e amigos.

  2. Thales
    Responder

    Paulo Macedo foi um cara sensacional. Um grande jornalista e colunista social, dono de uma inteligência raríssima e apurada. Foi uma figura importantíssima para a sociedade potiguar. Assisti muito o Sala VIP (tanto na Tv Ponta Negra, quanto na Tv Futuro) e várias das entrevistas eram interessantíssimas e prendiam a atenção do começo ao fim. O RN perde uma das suas maiores referências do jornalismo. Que Deus possa confortar os amigos e a família desse grande mestre.

  3. Aproniano César Fagundes Soares
    Responder

    Tenho uma maquete do Boeing 737 da VASP que guardo com todo carinho que ele me deu em 1973. Apaixonado pela aviação.
    Que Deus o receba com todo carinho. Eternas saudades.

  4. Humberto Muniz Dantas
    Responder

    O amigo Paulo Macedo foi marcou minha vida com inumeros momentos de divulgacao de minhas performances musicais dentro e fora do Brasil. Fica a saudade da era desse homem que nos presenteou com sua alegria e presenca na sociedade Potiguar. Mais recentemente, o amigo profetizou de forma bem humarada, que minha jornada no Canada seria importante e como sempre dizia “um sucesso”. Vai em Paz com sua missao cumprida. Obrigado Paulo!
    Humberto Dantas

  5. Tania Paiva
    Responder

    PAULO você será sempre presença viva em nossas vidas. Saudades eternas de Tânia e dos seus filhos ADRIANA PAULO FILHO

  6. Luzinete Nascimento
    Responder

    Ele juntamente com Hilneth Correia, realizavam grandes festas de debutantes, inclusive minha filha debutou em uma delas.

  7. Samara
    Responder

    Ele num havia morrido de um ataque cardíaco?
    Pelo menos outros meios, será que querem colocar toda morte na conta do covid?

Deixe um comentário