Os dados foram apresentados hoje na reunião da Governadora Fátima Bezerra e secretários com a bancada federal do Rio Grande do Norte.

E foram destacados por Aldemir Freire, do Planejamento.

Todos conscientes do impacto que a saída da Petrobras e suas empresas satélites vão representar para o Estado. Ameaça mais de 5 mil empregos no RN, sendo 1.437 efetivos e 4.200 terceirizados.

“O pagamento de royalties que beneficiam 98 municípios potiguares está ameaçado. Em 2019, foram R$ 425 milhões, dos quais R$ 226 milhões foram destinados aos municípios; R$ 173 milhões para o Estado; e R$ 25 milhões para proprietários de terras onde a empresa instalou campos de trabalho. A arrecadação de impostos municipais e estaduais também findarão”, completou o secretário.

Um dos encaminhamentos da reunião foi a definição de que o Grupo de Trabalho do Governo do Estado irá informar à bancada sobre o andamento das conversas com a Diretoria da Petrobras.

Deixe um comentário