Morar em um “espigão” com 426 metros de altura não está sendo a melhor das experiências para aqueles que compraram apartamentos no 432 Park Avenue, em NY, considerado o prédio residencial mais alto do mundo.

Inaugurado com festejos em Nova York há quase sete anos, onde os apartamentos custam atualmente entre US$ 10 milhões ou R$ 54 milhões de reais e US$ 100 milhões ou R$ 540,5 milhões, o prédio foi projetado pelo premiado arquiteto uruguaio Rafael Viñoly.

Entretanto, de dois anos pra cá, vem apresentado uma série de problemas estruturais, como infiltrações e elevadores quebrados, típicos em obras mais baratas mas raros em uma que custou mais de US$ 3 bilhões de dólares e feita com o que existe de mais luxuoso no mundo.

Entre os descontentes, há desde multimilionários e bilionários pouco conhecidos do grande público a famosos que estão tentando se desfazer dos seus mega apartamentos.

Vários outros residentes do arranha-céu já decidiram processar a construtora que o ergueu.

Uma curiosidade: o 432, além de altíssimo também é considerado o prédio mais “magro” do mundo guardadas as devidas proporções: sua altura à la “o céu é o limite” se contrasta com a largura de seu terreno, que mede apenas 18,1 metros de ponta a ponta, sendo essa a base de toda sua estrutura gigantesca.

O 432 Park Avenue, em NY

O 432 Park Avenue, em NY

By Bebeto Torres

439c364a-5d6e-404e-8f51-e248465fcb42

Deixe um comentário