O assunto do dia é a retomada da volta às aulas pós-quarentena. Sim, ela já acabou para o comércio, bares, hotéis, shoppings, menos para educação. E é esta a realidade difícil de ser … enfrentada.

A governadora  Fátima Bezerra (PT) deu um passo definitivo em relação à rede pública; não volta mais em 2020, porque não tem condição de se adequar ao protocolo necessário e, segundo o secretário professor Getulio “existe o problema no ir e vir das escolas”.

Aliás, como se não houvesse também  para as outras atividades reiniciadas.

Ninguém está trancado mais em casa e este é o fato novo posto na mesa para ser respondido sobre reabertura das escolas.

O tema foi tratado na reabertura dos trabalhos presenciais da Assembleia Legislativa. Os deputados Kelps Lima (Solidariedade) e Getulio Rego (DEM) criticaram a decisão da Governadora Fátima, o que Kelps chamou de “reconhecimento do fracasso”.

Já Getulio Rego fez um apelo ao prefeito Álvaro Dias (PSDB) para que as escolas privadas não sejam penalizadas com a mesma régua, da incompetência,  usada pelo Governo do Rio Grande do Norte.

Comentários do Site

  1. observanatal
    Responder

    Lobby das grandes escolas particulares forte!
    Quem é Kélps? Aquele do celular na mão e que se escondeu durante a pandemia? Que só ficou à disposição de goga? Que não se mexeu a não ser falar de Fátima Bezerra e cutucar Álvaro Dias?

    Dos nomes por aí, só vieram falar sobre a pandemia de acordo com os interesses dos negócios, sejam econômicos, sejam políticos. Povo? Apenas um detalhe.

Deixe um comentário