O ministro Rogério Marinho avisa em seu Twitter que vai aderir ao Telegram.

É a rede social preferida dos Trumpistas/Bolsonaristas desde que o ainda presidente Donald Trump foi banido da rede social há uma semana.

O app de mensagens criptografadas vem registrando  novos usuários em todo o mundo. A direita no Brasil, que vê na plataforma regras mais flexíveis, seguiu a tendência e, desde o fim de semana, divulga links para seus canais no Telegram.

O aplicativo funciona como o WhatsApp e permite a criação de canais para divulgação de mensagens sem que haja interação de quem o segue na plataforma.

Deixe um comentário