seca-2

Parece notícia da década de 80, mas infelizmente a Seca ainda faz parte da geografia e dos principais problemas enfrentados pelo interior do Rio Grande do Norte.

Agora há pouco, em audiência proposta pelo deputado Tomba Farias (PSDB) na Assembleia Legislativa, o debate com prefeitos na região do Trairi/Potengi.

Abstraindo o jogo de empurra de culpa entre a CAERN/Governo do Estado e os órgãos correlatos dos municípios, algumas situações chegam a surpreender como, por exemplo, o relato do refeito Dr. Alessandru (PROS), de Campo Redondo:

“Na minha cidade e falta d’água não acontece de forma isolada, em região rural ou em alguma casas ou bairros. A falta d’água começa pela minha casa, pela casa do prefeito, que passou agora 23 dias sem água, Outras chegaram a 26 dias.”

O Padre Vicente de sata Cruz lembrou lutas exitosas do clero aliado Igreja e à classi política, citando o inesquecível Monsenhor Expedito e registrou:

Nós não queremos aqui achar culpados pela seca, queremos nos unir para ter água em nossa região.

Comentários do Facebook

Deixe um comentário