C4AC89B4-B721-4D2F-8097-A16D6524A7CC

O fascinante mundo das redes sociais prega as suas peças.

O que tinha tudo pra ser fake mas não parecia ser, era.

Simular amador, um trabalho profissional,  deve dar o maior trabalho.

Antes de ser conhecido e estourar, o  humorista paraibano Ricardo Cardoso, enganou muita gente no YouTube.


(Publicação original em 19/09/2019)


SONHO DE PARAÍBA

Seria mais um filminho doméstico de interesse de algum grupo de WhatsApp e só para quem conhecesse, pelo menos um pouco, a intimidade dos personagens.

Não há referência de quando, onde nem quem produziu o curtíssima que virou meme.

Parece ser bem atual. E uma única certeza. É  produção  da indústria caseira audiovisual nordestina.

Conclusão a que se chega  não pela brabeza da jovem mas pelo vocabulário regional e principalmente pela pronúncia de uma  palavra.

Não tem nenhum outro paraíba que fale, peça ou conceda ‘perdão’ como os paraíbas da Paraíba.

Uma briga conjugal motivada por ciúme não seria assunto para ser divulgado, se a causa da desavença não fosse um sonho com o marido pulando a cerca.

A liberação das fantasias, o passaporte usado pelo  Dr. Sigmund para entrar no inconsciente, estaria sendo impedida pela severa interpretação da parceira do Dom Juan do Cariri.

Freud sugeriu que a finalidade dos sonhos era satisfazer com a fantasia, os impusos instintivos inaceitáveis pela sociedade do início do século passado.

As leis da moral e da lógica que regulam o mundo real, não se aplicariam ao reino dos sonhos, onde há total liberdade para aventuras fantásticas.

Estaria com certa razão a corneada da fase REM do sono, se  o gênio de Viena estivesse certo e que sonhos representam  desejos, muitas vezes  reprimidos.

E coberta de razão na concepção do autor brasileiro mais fecundo  no assunto.

Também psicanalista (intuitivo), comediante, ator de pornochanchada, colunista das revistas Sétimo Céu e Amiga. E jurado do Chacrinha e do avô de Silvio Santos.

Pedro de Lara, autor de Sonho, Alma e Sexo,, não teria dúvida e seria bem claro e conciso numa imaginável resposta à consulente da Filipéia de Nossa Senhora das Neves.

-O sonho é um aviso. Ou foi, é, ou será.

Deixe um comentário