Amapa-Apagao-960x640

O senador Jean Paul Prates (PT) deu uma pausa nas questões municipais para opinar sobre o Apagão do Amapá, crise que vem há três dias polemizando a eficiência do Governo Federal para minimizar os efeitos na população de todo o Estado.

Hoje cedo, o presidente Bolsonaro fez video para tranquilizar, informando que  a energia começa a ser normalizada e o reestabelecimento de toda Reed se dará em 10 dias.

Abaixo as críticas do senador Prates:

O Amapá está sem energia e o governo federal diz que só vai restaurar o abastecimento em 10 dias. A empresa privada que opera o Linhão de Tucuruí não tem equipamento reserva. O transformador queimado deve ser substituído pela Eletronorte.

 Quem propagandeia a ineficiência das estatais deve perguntar aos 862 mil habitantes do Amapá o que acham do fornecimento da sua energia. É hora de refletir sobre o papel do Estado em setores estratégicos e olhar com mais cuidado as teses neoliberais deste Governo.

 Essa não foi a primeira ocasião em que as empresas privadas cortam custos operacionais e precisam ser socorridas pelo Estado. O povo do Amapá sofre as consequências do Estado Mínimo. Quem vai pagar essa conta?

Deixe um comentário