Coube ao Senador Jean Paul Prates (PT) responder as acusações públicas do ministro Fábio Faria (Comunicações contra a Governadora Fátima Bezerra registradas aqui neste TL, na manhã deste sábado, 6:

1/ O atual ministro Fabio Faria sempre teve meu respeito por ser bem educado e sereno na interlocução. Ultimamente, entretanto, talvez por ter que demonstrar perfil combativo em favor do governo a que serve, tem incorrido em despautérios desnecessários e, forçoso dizer, ignóbeis.
A Governadora Fátima Bezerra até agora não teceu qualquer comentário.
Num longo texto com mais de dez tópicos em seu Twitter, o senador rebateu e explicou o uso dos recursos.

O Governo do RN recebeu em 2020 R$ 358,5 milhões re. Covid-19:

  • Transf. Custeio: R$ 148,2 milhões;
  • LC 173/2020 – saúde e assistência social: R$ 145,2 milhões;
  • Doações diversas Covid-19: ~R$ 9 milhões;
  • Lei Aldir Blanc: R$ 32,1 milhões;
  • Transf. Equip: ~R$ 24 milhões.

Fabio Faria acusou publicamente a Gov @fatimabezerra de ter “usado recursos do COVID” para pagar as 4 folhas salariais que seu pai, como governador sucedido, não pagou. Clássica impetuosidade verbal sem sustentação fática e grave confusão em Finanças Públicas para um ministro.

E fez questão de ressaltar que não houve uso de nenhuma recurso para as ações de combate ao Covid-19: 

Até o momento, a Gov @fatimabezerra utilizou R$ 317 milhões da sua gestão para pagar compromissos com folhas salariais herdadas do Governo Robinson Faria. Nenhum centavo de “dinheiro do COVID” foi utilizado para isso. De toda forma, estamos oficiando a CGE para esclarecer.

Segundo Jean Paul, as acusações merecem ser apuradas até porque foram aprovadas pelo Tribunal de Contas da União e Corregedoria.

Palavras ao vento têm que ter responsabilização e consequências.

Comentários do Site

  1. observanatal
    Responder

    Achei que era Guia Dantas que iria responder, a que achava tão sem futuro as pessoas ficarem debatendo no Twitter, justificando a si próprios ou seus assessorados, mas agora é só o que ela faz e ainda acha que está acima dos outros.

    Pratinhas, bem imparcial, para não deixar a governadora desconfortável, e depois da defesa dele ainda posar de pobre vítima foi lá fazer o “Migué” dele.

    Aguardando a hora que essa gente vai deixar dessas “peiticas” para fazer alguma coisa pelo povo.

  2. Rita Pinto
    Responder

    Governadora merece respeito, não se recusou a mostrar as contas e explicar ao povo suas acoes.

Deixe um comentário