Beto-e-Mineiro

Ano começando de verdade inclusive com pauta palpitante nos Tribunais.

Próxima semana, tem a despedida do juiz Ricardo Tinôco do TRE e a expectativa em torno do julgamento do caso que pode definir mudança numa cadeira de deputado federal do RN agendada para sua última sessão, na sexta-feira dia 22.

Momento de tensão para o deputado Beto Rosado (PP), que está pleno na Câmara desde 2019 e o secretário Fernando Mineiro (PT) em luta para provar que os votos do companheiro de coligação de Rosado, Kerinho Soares, não são válidos.

Difícil prever o que vem no voto do desembargador relator, mas certo é que a conclusão não deverá ocorrer no mesmo dia.

Pela complexidade do caso e a possibilidade de algum magistrado pedir vista antes de proferir seu voto.

Comentários do Site

  1. fradinho
    Responder

    Tá mais que provador que a cadeira de deputado federal por justiça é de Fernando mineiro. Os votos do Sr kerinhos não são válidos, pois sempre trabalhou no interior do estado.

  2. PedroArtur
    Responder

    Espero que justiça seja feita , Fernando Mineiro Eh por direito e vontade do povo o deputado federal , nao votei e nao voto nele , mais justiça seja feita.

  3. Arinaldo Maia
    Responder

    Esse sistema de quem é o vai votado não ser eleito, penso ser um desrespeito a vontade soberana do povo!

Deixe um comentário