57E4CDA3-15B4-42E8-AA24-93A663707B88

O presente perfeito só existe na cabeça do presenteado. O acerto foge do domínio de quem escolheu o mimo com tanto capricho.

O que não se faz para agradar um neto de quatro anos?

Já tão grande e pesado que o avô andou alertando que mesmo devoto de São Cristóvão, não tinha mais tanta força para carregá-lo no colo, braços, muito menos,  em cadeirinha,  nos ombros.

O impasse acabou em acordo firmado, na proposta conciliatória partida da corpulenta carga viva.

Continua, vô. Pelo menos até eu completar cinco anos.

O tão esperado papai-noel não agradou completamente.

Adquirido depois de exaustiva pesquisa das necessidades do cliente, que incluíram acessos aos melhores sites especializados e visitas de prospecção a todas as  lojas dos shoppings.

Não  faltou nem o elemento surpresa, com despistes que incluíram a entrega  em embalagem clamuflada de roupas infantis.

Ainda em meio à montanha de papéis coloridos, caixas rasgadas e procura por partes perdidas na sofreguidão das montagens apressadas dos brinquedos, a revelação.

O freguês, aparentemente atendido nos seus desejos, não estava completamente satisfeito.

É hora de fazer como empresas mais competitivas e aplicar técnicas de  pós-vendas.

Conhecer a fundo, seu cliente.                              Colocar-se no seu lugar.

Empatia é a alma do negócio.

Aquele era o momento ideal para demonstrar preocupação com a satisfação total do consumidor.

Sem dúvida,  a oportunidade de acertar com precisão, o alvo.                          

Da próxima vez.

A conversa sincera, olho no olho, revelou que a encomenda recebida era de boa qualidade.                  

Marca conhecida. Compatível com outras peças do acervo do novo proprietário.

Apesar das aparências, a conclusão foi que a pista do Hot Wheels do Luigi não era bem o objeto dos desejos do Luiz.

O que ele queria era muito diferente.

Na verdade, um robô.

Não um desses, de faz de conta, de brincadeirinha. Nem daqueles que varrem a casa toda, até os cantos da sala.

Mesmo os que são anunciados para um futuro próximo, com promessas de tantas funções como pegar cerveja na geladeira e achar chaves perdidas, estão longe de atender os anseios do pequeno usuário de novas tecnologias.

O autômato idealizado deve ter funções a serem desempenhadas nos afazeres domésticos e na escola em casa.

A próxima data a merecer presentes e o Coelhinho da Páscoa passam a ser ansiosamente aguardados.

Que venham na companhia de uma geringonça que arrume a bagunça do quarto, guarde todos os brinquedos espalhadas pela casa, faça às vezes da professora e principalmente, substitua uma médica endocrinologista  em todos as suas obrigações, incluídos os intermináveis plantões.

Quero ficar o tempo todo com minha mãe.

11F095B2-7E7C-44B0-B2C8-EF4CED5173C4

 

Deixe um comentário