murilo

Por Ancelmo Góis no Globo 

Morreu hoje, no Rio, o acadêmico Murilo Melo Filho, 91 anos, membro da Academia Brasileira de Letras desde 1999.

Foi vítima de falência múltipla dos órgãos. O velório, caso a família concorde, será fechado para poucos parentes, no Mausoléu da ABL. O acadêmico ocupava a cadeira de número 20.

Murilo Melo Filho nasceu em Natal  e foi eleito, por unanimidade, para a Academia Norte-Riograndense de Letras, e também para a  Academia Carioca de Letras. O imortal era membro ainda do Conselho Administrativo da Associação Brasileira de Imprensa (ABI),  da União Brasileira de Escritores (UBE) e da Academia Teresopolitana de Letras.

 O presidente da ABL, Marco Lucchesi, emitiu a seguinte nota oficial:

“Murilo Melo Filho foi um dos grandes jornalistas brasileiros da segunda metade do século XX. Acompanhou de perto a política nacional, a construção de Brasília e a guerra do Vietnã. Conheceu inúmeros chefes de Estado, a quem dedicou páginas antológicas, dos mais variados espectros políticos.  Foi também um acadêmico exemplar, assíduo, com a disposição de emprestar seu talento aos mais diversos cargos e serviços na Academia. Guardo a imagem de um homem bom, de uma alta sensibilidade humana, voltada sobretudo para os mais vulneráveis e desprovidos. Um momento de tristeza.”

DO TL

Nesse momento,  a viúva Norma, os filhos Fátima e Nelson decidem horário e forma do velório.

O terceiro filho, Sergio, mora na California, Estados Unidos e, em razão das últimas determinações do Presidente Trump,  não pode sair dos Estados Unidos para o Brasil.

Deixe um comentário