Ao som de sax, balões nas mãos em alusão ao Setembro amarelo e carteiras escolares vazias que pais, professores e alunos estão hoje na Praça Sete de Setembro, clamando pela volta às aulas em Natal.

Entre os argumentos mais ouvidos é a retomada de outros setores como comércio, bares e shoppings e a educação ser excluída, mesmo com limitações de pessoas por salas de aula e rodízio de estudantes por dias da semana.

A coordenadora do colégio CEI Romualdo Cristine Cunha Lima estava lá e foi uma das organizadoras do Movimento Educar Por Amor:

Temos múltiplas vozes pedindo o direito de escolha. É uma tentativa para que nos escutem… 

Uma comissão formada por representantes do Movimento está sendo recebida pelo Secretário Fernando Fernandes (Casa Civil).

Comentários do Site

Deixe um comentário