Veja o vídeo:

Em entrevista à CNN, o ministro das Comunicações, Fábio Faria, afirmou que o maior beneficiário com a CPI da Pandemia é o governo do presidente Jair Bolsonaro.

Na avaliação do ministro, quando algum membro do governo federal é convocado para prestar depoimento à comissão, sempre há uma agência de checagens de fatos, o que não acontece quando a oitiva é com alguém da oposição.

Quando vai alguém do governo, tem uma lista de checagem se a pessoa que falou aquilo era verdade ou não. Quando vai alguém da oposição, zero. A população começa a enxergar isso.

Quando há um exagero muito grande, acaba sendo bom para o governo. O maior beneficiário com a CPI, desde o começo eu disse isso, será o governo Jair Bolsonaro, porque ele não tem nenhum desvio de recurso, foi feito tudo como era pra fazer, nós compramos vacinas, nós fizemos o nosso dever de casa”.

Faria também confirmou a narrativa Bolsonarista sobre números absolutos da vacinação no mundo, informando que o Brasil é o quarto no ranking de imunização mundial. E criticou a falta de união política em favor  da causa:

“Nós compramos vacinas, nós fizemos o nosso dever de casa”

Para o ministro potiguar, o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta “mentiu” ao fazer a afirmação, visto que a primeira dose aplicada no mundo foi em dezembro.

“Nós vimos ele mentir na CPI. O ex-ministro Mandetta que disse que o Brasil poderia ter vacinado em novembro.

Nenhum país do mundo vacinou em novembro.

O primeiro país vacinou em dezembro e nós começamos a vacinar em janeiro”. 

Comentários do Site

  1. Ary Maia
    Responder

    Deputado, o Brasil está assistindo a CPI! Não esqueça que o povo não é burro! Vc verá isso na próxima eleição! Anote ai

Deixe um comentário