Essa pesquei do sabe-tudo da TV Flávio Ricco. Sempre atento e com análises certeiras, gostei do que Ele falou sobre a final do No Limite.

De acordo com Flávio, o resultado do novo “No Limite”, encerrado na última terça-feira, nem merece muita discussão, uma vez que é incontestável a vitória de Paula Amorim, que teve uma garra extraordinária em todas as provas.

No entanto, Ele sugere uma pauta muito interessante e da qual concordo total: para as próximas edições, por que não uma prova decisiva entre os “dois finalistas”? Somente entre os dois.

Para Ricco, cabe discussão se só o público escolhendo é a forma mais justa de apontar o vencedor. Acredito que não é…

Também acredito que a interação com o público deva ser em todos os episódios, como no BBB. Caso contrário ficará sempre previsível e engessado.

E que em 2022 seja realizado com o público em geral, pessoas anônimas.

Paula Amorim, a merecida vencedora do No Limite 2021

Paula Amorim, a merecida vencedora do No Limite 2021

aa7fd288-68f9-401f-bde7-954e5836d8c1 439c364a-5d6e-404e-8f51-e248465fcb42

Deixe um comentário