Vinhos e rosas

2 de novembro de 2020 por Elmano Marques

Comentários 0

WINE AND ROSES

Quem está acostumado a degustar vinhos com uma certa freqüência, já tem uma razoável familiaridade com o aroma de rosas no vinho. Segundo explica Euclides Penedo Borges em seu livro Degustando Vinhos, a rosa é considerada a rainha das flores em muitas civilizações. Era a flor preferida de Afrodite, a deusa grega do amor e da beleza. No vinho, esse aroma delicioso tem como princípio químico o geraniol, um composto de odor floral que se forma durante a fermentação das uvas e que pode aparecer em vinhos brancos, rosés e tintos. Mas quando o vinho possui envelhecimento, mesmo que breve, em barris de carvalho, ou quando se trata de um vinho bastante robusto, não espere que esse aroma esteja muito presente, porque possui uma natureza muito delicada. As rosas exalam seu perfume em vinhos rosés e tintos leves como os feitos com a uva Gamay e a Pinot Noir, mas tais aromas também surgem em brancos de castas aromáticas como Gewüztraminer, Torrontés, Viognier e Moscatel. Desempenhando importante papel na perfumaria, nenhuma outra flor foi tão amada por poetas e músicos no decorrer da história e é o símbolo dos apaixonados. E as rosas, sem dúvida, também possuem muitos admiradores no mundo do vinho.

Por: Marcos Adair

 

Faça um comentário

Comentários e pings estão fechados no momento.

Os comentários estão fechados.