19 de novembro – dia do Beaujolais Noveau

19 de novembro de 2020 por Elmano Marques

Comentários 0

A BEAUJOLAIS

A terceira quinta de novembro é a data em que tradicionalmente o Beaujolais Nouveau é oficialmente lançado e o vinho é bebido simultaneamente em diferentes países. Um acontecimento que já foi moda e tradição, com uma grande festa ao redor do mundo, mas que decaiu nos últimos anos. Para quem não sabe, o Beaujolais Noveau é um vinho produzido na região de Beaujolais, com a uva Gamay. Assim como na região de Champanhe, a legislação da apelação obriga que toda a colheita seja feita manualmente. Conforme a tradição aponta, o Noveau deve ser lançado no mesmo ano em que as uvas foram colhidas e, para mostrar um frutado intenso e cativante, o Beaujolais Nouveau passa por uma fermentação mais breve, conhecida por maceração carbônica. Nesse processo, os cachos inteiros das uvas são cobertos por gás carbônico e, sem a presença de oxigênio, parte do açúcar de dentro dos bagos é transformado em álcool sem necessidade de leveduras (essa é a chamada maceração carbônica completa). Por que surgiu esse vinho de produção tão rápida? A ideia dos produtores, em 1951, era uma maneira de conseguir capital de giro. As uvas são colhidas em setembro e outubro, e liberado para venda em novembro, na terceira quinta-feira. A chegada do Beaujolais é anunciada mundialmente pela célebre frase “Le Beaujolais Nouveau est arrivé” (o Beaujolais Nouveau chegou). Segundo a revista Adega, esse vinho despretensioso e de poucas virtudes, mais ligado à festa e ao consumo hedonístico do que à degustação, caracteriza-se por seu peculiar aroma de banana mesclado à cereja. É refrescante, simples, tem corpo leve e infelizmente acabou trazendo uma imagem à região de que faz apenas vinhos simples, o que não é verdade. Há grandes crus de Beaujolais longevos e complexos, sem falar em um Beaujolais branco excelente e pouco conhecido.

Por: Marcos Adair

Faça um comentário

Comentários e pings estão fechados no momento.

Os comentários estão fechados.