Essas enólogas incríveis e seus vinhos maravilhosos (XIII)

24 de abril de 2018 por Elmano Marques

Comentários 0

IZABELLA DEF

Hungria – Izabella Zwack

A vinícola Dobogó foi fundada em 1869, bem no centro de Mád, no coração de Tokaj. O nome ‘Dobogó’ é derivado do nostálgico som dos cascos dos cavalos em paralelepípedos enquanto eles transportavam as uvas dos vinhedos para as adegas e remontava à estimada história de viticultura da Hungria. Dobogó é agora propriedade de Izabella Zwack, juntamente com sua família, que retornou à Hungria após um período no exterior durante o regime comunista. Izabella reconheceu o potencial para vinhos tranquilos e doces na região nordeste de Tokaj e optou por investir em Dobogó.
Izabella passou algum tempo trabalhando ao lado de Vanya Cullen em Margaret River, Austrália Ocidental e essa influência é vista na pureza dos vinhos Dobogó. Mais conhecido produtividade e plantadas com as variedades locais Furmint, Harslevelu e Muscat Lunel. por seu premiado e delicioso Tokaji Aszú 6 puttonyos e vinhos botrytised “Mylitta”, Dobogó também faz um branco seco da versátil variedade Furmint que foi premiada com um Troféu Decanter World Wine Award em 2013.
As vinhas são cultivadas usando métodos orgânicos, com poda de esporão para restringir a produção.

DOBO

Tokaji Aszú 6 Puttonyos

Este Tokaji é de cor dourada profunda e maravilhosamente expressivo no nariz com notas de damasco maduro e camomila. No paladar, há sabores de flores, pêssegos e mel com uma ótima acidez mineral equilibrando a doçura intensa. Um exemplo verdadeiramente excelente do porquê Tokaj é um dos grandes vinhos doces do mundo.

Faça um comentário

Comentários e pings estão fechados no momento.

Os comentários estão fechados.