Dia dos namorados e vinho, a bebida mais romântica

12 de junho de 2019 por Elmano Marques

Comentários 0

DIA DEF

O dia dos namorados no Brasil é comemorado no dia 12 de junho, data que antecede o dia de Santo António de Lisboa, chamado de “Santo Casamenteiro”. É uma data para presentear e ter um jantar especial com o seu par. Também é uma das poucas datas que os apreciadores de outras bebidas resolvem tomar vinho, afinal o vinho é a bebida mais romântica que existe. Os restaurantes se preparam com antecedência para essa ocasião. Oferecem menus especiais, muitos já incluindo sugestão de comida e vinho. Caso se prefira levar o próprio vinho, praticamente todos os restaurantes cobram uma pequena “taxa de rolha” (algo em torno de 30 a 40 reais), e a ideia de levar sua própria garrafa é ótima, não só pelo fato de se levar seu vinho preferido, de ficar mais barato, mas também pela possibilidade de tornar a ocasião ainda mais especial, por beber um vinho com a safra do ano do começo do namoro ou do casamento. Em Natal, há também restaurantes com sua loja, onde o cliente escolhe vinhos a preço de varejo, mais barato do que o valor cobrado na carta de um restaurante normal. Seja como for, para quem não está habituado a tomar vinho, a grande dica é: fuja de vinhos muito tânicos, como malbec, cabernet sauvignon, syrah e tannat. A adstringência desses vinhos “pesados” incomoda o paladar de iniciantes no mundo do vinho, e não combina muito com um jantar romântico. A sugestão é optar por espumantes (o mais romântico dos vinhos) para iniciar a noite, depois vinho branco ou rosé, caso os pratos incluam crustáceos ou peixe. Ou então um vinho tinto leve (pinot noir, carmenere ou merlot, por exemplo), caso a escolha seja por prato principal com carnes e temperos mais fortes. Os garçons e maitres estarão à disposição para ajudar, e o vinho certo com a comida certa pode tornar a ocasião ainda mais inesquecível.

Por: Marcos Adair Nunes

Faça um comentário

Comentários e pings estão fechados no momento.

Os comentários estão fechados.