Que famosa região de vinho proibiu palavrões no vinhedo?

21 de julho de 2019 por Elmano Marques

Comentários 0

TOKAY

Embora os vinhedos de todo o mundo possam parecer muito bonitos, com sua folhagem exuberante e cachos de uvas brilhosos, que lembram pequenas joias, qualquer um que já tenha trabalhado entre as videiras sabe que o trabalho não é fácil. São jornadas de longas horas e desgaste físico que muitas vezes faz os trabalhadores exaustos soltarem alguns palavrões. Mas há uma região vinícola no mundo onde os vinhedos eram considerados tão sagrados – um presente de Deus – que era proibido dizer palavrões. A região é Tokaj, na Hungria, famosa principalmente pelos seus vinhos Tokaji (ou Tokay) Aszu e Eszencia. Tokaj foi a primeira região no mundo a ter uma classificação e delimitação de seus vinhos e vinhedos, no ano 1700 (56 anos antes da demarcação do Douro). A igreja dominava a região e considerava os vinhedos sagrados, então qualquer um que fosse pego fazendo xingamentos poderia ser multado – e a multa dobrava de valor se fosse um homem nobre. Os vinhos Tokaji Aszu e Eszencia foram muito cobiçados por reis, rainhas e sacerdotes, conforme afirma Peter Molnar, presidente do conselho Tokaj. Desde o início, esses vinhos eram tão especiais que eram considerados os vinhos da realeza. Ainda chamados de “ouro líquido ou luxo líquido hoje”, os Eszencias mais raros são produzidos apenas em anos especiais, cada fruta colhida individualmente à mão e são tão caras que são frequentemente servidas em uma colher de cristal. A multa por palavrões foi abolida, mas a região nunca deixou de ser considerada fascinante e valiosa.

Por: Marcos Adair

 

Faça um comentário

Comentários e pings estão fechados no momento.

Os comentários estão fechados.