Vinho italiano escapa da guerra tarifária dos EUA

8 de outubro de 2019 por Elmano Marques

Comentários 0

ITALIAN DEF

A guerra comercial dos EUA com a União Europeia esquentou de vez, e agora não é apenas vinho que está sendo atingido, mas bebidas destiladas e até queijos. Segundo o site wine-searcher.com, uísque escocês e irlandês de malte simples, vinhos de supermercado e vinhos preferidos de sommeliers estão sendo punidos na última fronteira da guerra comercial americana com a Europa. O governo dos EUA anunciou tarifas de 25% sobre muitos produtos europeus nesta semana, no que diz ser a resposta a uma disputa comercial de longa data sobre subsídios europeus à Airbus. Mas, ao olhar a lista de produtos vítimas da nova tarifa, não é difícil concluir que a escolha deles envolve claros motivos políticos. França, Alemanha, Espanha e Reino Unido foram particularmente afetados, enquanto os produtos italianos receberam várias isenções significativas: não apenas no vinho, mas também no azeite e na roupa. A Itália já é o principal exportador de vinho para os EUA; isso deve fortalecer ainda mais a liderança italiana. Há uma razão comercial para isso. Os EUA reclamaram com a Organização Mundial do Comércio, desde 2004, muito antes da posse do presidente Donald Trump, que a Airbus é injustamente subsidiada pelos países da UE. A Airbus possui instalações de fabricação de aviões na França, Alemanha, Espanha e Reino Unido, mas não na Itália. O uísque também parece um alvo lógico, porque a UE aplicou sua própria tarifa de 25% aos uísques americanos no ano passado. As exportações de uísques dos EUA para a UE caíram 21%, segundo o Conselho de Espirituosos Destilados dos Estados Unidos (DISCUS). No entanto, também há um cenário político puro, pode-se assim dizer. Com a possível exceção da Hungria, o governo de direita da Itália é o mais próximo da Europa a Trump. E nesta semana o New York Times informou que dois membros do governo Trump tiveram acesso total às agências de inteligência italianas para investigar as origens da investigação de Mueller sobre as relações de Trump com a Rússia. O vinho Tokaj, originário da Hungria, foi especificamente isento. Tokaj é o único tipo de vinho realmente mencionado na lista de sanções. Existem outros tantos exemplos que mostram a natureza política dessas sanções. Elas estão programadas para entrar em vigor até 18 de outubro deste ano.

Por: Marcos Adair

Faça um comentário

Comentários e pings estão fechados no momento.

Os comentários estão fechados.