Pela primeira vez na história, será produzido vinho branco com a DO Ribera del Duero

11 de outubro de 2019 por Elmano Marques

Comentários 0

ALBARINO

O conselho de governo de Ribera del Duero mudou seus regulamentos para permitir que as vinícolas da região produzam vinhos brancos sob o DO principal, pela primeira vez em sua história (antes só eram produzidos tintos e rosés). Segundo informa o site The Drinks Business, a mudança, que foi finalizada na semana passada, permitirá que os 315 produtores de todo o DO produzam e vendam vinhos brancos usando o rótulo do DO na garrafa. Anteriormente, a produção de vinho branco em Ribera del Duero era limitada a uma indicação geográfica protegida, Castilla y Leon IGP, e representava menos de 3% da produção de vinho da região. De acordo com os novos regulamentos para “La Ribera Blanca”, as vinícolas poderão produzir vinhos brancos que contenham pelo menos 75% da principal uva branca da região, chamada Albillo Mayor, uma variedade que representa quase 5% do total de plantações no DO e já autorizada para inclusão nos blends de vinhos tintos de lá. Outras variedades permitidas incluem Pirules, Malvaisa, Viura, Verdejo, Albariño, Hondarrabi Zuri, Palomino, Chardonnay, Riesling, Sauvignon Blanc, Treixadura e Viognier. Isso reflete as variedades atualmente permitidas no IGP de Castela e Leão. Falando a respeito da cepa branca Albillo Mayor, em evento realizado semana passada em San Sebastian, o diretor técnico do DO admitiu que, embora “não seja uma variedade fácil de lidar”, os resultados valeram a pena. “Ouso dizer que é a mais complexa de todas as variedades brancas que conhecemos. Ela deve ser colhida no momento certo, nem antes nem depois, o que requer vigilância obsessiva. É versátil, elegante e nasceu para a longevidade. Trabalhar é correr riscos, é puro sacrifício, mas o resultado vale a pena”, concluiu.

Por: Marcos Adair

 

Faça um comentário

Comentários e pings estão fechados no momento.

Os comentários estão fechados.