Geada forte atinge vinhedos chilenos

12 de outubro de 2019 por Elmano Marques

Comentários 0

A GEADA DEF

Na semana passada, as temperaturas noturnas caíram abaixo de zero por três dias seguidos no Chile, com uma frente fria que causou danos de geada significativos em algumas vinhas do Vale Central. Segundo informa a revista Decanter, várias vinícolas relataram perdas de até 100% de seus rebentos após a geada, que atingiu seu pico no dia 2 de outubro passado, trazendo temperaturas de 2 a 3 graus Celsius abaixo de zero. A região mais afetada foi o Vale do Colchagua, onde as vinhas já estavam em um estágio mais desenvolvido de brotação. “Tivemos 31 hectares afetados pela geada da semana passada”, disse o chefe de viticultura da Viña Casa Silva, René Vásquez. Ele ainda acrescentou: “em nossa propriedade de 25 hectares, perto de Angostura, fomos os mais afetados, porque a brotação estava quase 10 dias antes da geada e perdemos 100% de nossos rebentos. Foi uma geada muito grande (…) mas tudo o que podemos fazer é esperar e ver o que conseguimos no segundo broto”. Os danos causados pelo gelo também se estenderam às zonas costeiras, especialmente em Casablanca e San Antonio. “Temos geada todos os anos aqui em Lo Abarca, mas já tínhamos perdido brotos há três semanas, e agora perdemos os segundos brotos para essa geada na semana passada”, disse Felipe Marin da Casa Marin, sobre a propriedade de sua família, a apenas 4 km da costa. “No momento, perdemos cerca de 65%, mas ainda é cedo para chegar a conclusões, porque a previsão do tempo diz que ainda temos mais geada por vir”, concluiu. Os sistemas de aspersão usuais para proteção contra geadas também foram comprometidos, pois o Chile está em seu décimo ano de seca extrema.

Por: Marcos Adair

Faça um comentário

Comentários e pings estão fechados no momento.

Os comentários estão fechados.