Resveratrol pode prevenir Alzheimer

7 de novembro de 2019 por Elmano Marques

Comentários 0

ALZE DEF

O grupo de pesquisa em Neurochemistry da Universidade de Castilla-La Mancha (UCLM) demonstrou, em um estudo recente, que o resveratrol – uma molécula presente no  vinho tinto – poderia ter um efeito neuroprotetor contra doenças neurodegenerativas como Alzheimer. Especialistas provaram que esta molécula atua sobre os receptores celulares que captam a mensagem dessas moléculas, entre as quais a adenosina, responsável por dizer ao cérebro o que deve fazer para realizar funções como pensar, falar, entender, aprender. ou memorizar
“O resveratrol é capaz de agir no cérebro de maneira semelhante às moléculas mensageiras naturais da célula, de modo que pode contribuir para aliviar o efeito da degeneração e morte celular que ocorre nos neurônios do cérebro de pessoas que sofrem de Doença de Alzheimer ”, disse uma das autoras do estudo, Mairena Martín.
De fato, em um primeiro estudo com amostras de cérebro post-mortem de pacientes que morreram com a doença de Alzheimer, foi demonstrado que a adenosina e seus receptores celulares são afetados nesses cérebros.
Agora, no estudo desenvolvido com a colaboração das Universidade Autônomas de Barcelona e Pompeu Fabra  e publicado na revista ‘Free Radical Biology Medicine’, observou-se que o resveratrol poderia evitar essa alteração e, portanto, contribuir para não desenvolver a doença de Alzheimer.

Faça um comentário

Comentários e pings estão fechados no momento.

Os comentários estão fechados.