Arquivos da categoria ‘Curiosidades’

As janelas de vinho renascentistas de Florença estão de volta

9 de setembro de 2019

A JANELA

Florença é muito famosa por seus charmosos bistrôs de vinho espalhados por toda a cidade, onde se pode beber um bom rótulo, principalmente da Toscana. Mas talvez você nunca poderia imaginar pedir vinho em um buraco na parede de uma residência. Pois bem. No século XVI, segundo explica a revista Wine Spectator, quando os ricos florentinos começaram a expandir suas terras e cultivar uvas na Toscana, acabaram por encontrar um curioso método de evitar o pagamento de impostos sobre a venda de vinhos. Criaram o modelo mais simples que puderam para o varejo de vinho, que era a venda à mão por um buraco (ou janelinha) na parede de suas residências. Para os bebedores era algo também muito conveniente: bastava bater na janelinha com sua garrafa vazia, alguém receberia a garrafa e o pagamento e depois retornava com a garrafa cheia. Hoje quem passeia em Florença pode notar facilmente essas janelinhas – chamadas “buchette del vino” – nas casas, como uma curiosidade arquitetônica. Mas, até o início do século XX, era uma forma tão popular de vender vinhos, que praticamente todas as famílias florentinas com vinhedos e uma casa em Florença tinham uma janelinha dessas. A tendência até se espalhou por cidades vizinhas como Siena e Pisa. Em 2015, a maioria dos florentinos não tinha muito interesse em preservar essas janelinhas. Algumas foram até vandalizadas. Mas, naquele ano, uma associação foi fundada para identificar, mapear e preservar a “buchetta”. Cerca de 300 foram catalogadas até o momento. Alguns restaurantes estão abraçando a tradição e restaurando as janelas para vender vinhos. Um esforço louvável para manter vivo esse antigo método de vender vinho, existente apenas na Toscana.

Por: Marcos Adair

As maiores coleções de vinhos do mundo (X) –

7 de setembro de 2019

A CHARLIE

Charlie Trotter: 4.000 garrafas

Até sua coleção ser leiloada  pela Christie, o restauranter Charlie Trotter havia acumulado nada menos que 4.000 garrafas, incluindo garrafas de grande formato tão grandes que exigiam equipamentos especiais para transportar e acomo0dar.

As maiores coleções de vinhos do mundo (IX) – Leslie Rudd

6 de setembro de 2019

A ADEGA DE LESLIE DEF

Leslie Rudd: 10.000 garrafas

O restauranteur Leslie Rudd recolheu a cifra de 10.000 garrafas desde que iniciou suas atividades de vinho. Sua coleção exclusivamente de vinhos de Napa apresenta todas as variedades possíveis produzidas na região de Napa Valley.

As maiores coleções de vinhos do mundo (VIII) – La Tour d’Argent

4 de setembro de 2019

Cave de la Tour d'Argent

La Tour d’Argent: 15.000 garrafas

Comumente aceito como tendo a melhor carta de vinhos da França, o restaurante parisiense La Tour d’Argent incentiva os clientes a chegar horas antes da reserva, para que possam dar à lista de vinhos a atenção que merece (a própria carta de vinhos pesa impressionantes 9 kg!).

As histórias que se escondem atrás dos nomes das vinícolas argentinas (VIII)

3 de setembro de 2019

A BETH

Finca Beth

A vinícola consiste em uma propriedade que foi comprada em 2009 e foi plantada em 2010.Seu proprietário, Enrique Sack, explicou que “Beth é a segunda letra do alfabeto hebraico. Depois de falar com um rabino, ele me disse que na vida você sempre tem que ser beth e nunca acreditar em aleph, que é a primeira letra; ou seja, acredite em si mesmo. o primeiro, número um. Você sempre deve passar pela vida com humildade e não imafinar-se nela. E se conseguir isso, boas bênçãos virão. ”
Sack acrescentou que “algo muito importante também é que o Torá, o livro sagrado para a religião judaica, começa com a letra beth. Um fato decisivo ocorreu no dia em que eu estava andando na fazenda para ver se a compreva. E lá meu celular tocou e, precisamente, era esse rabino que me perguntou onde eu estava e eu lhe disse que estava em Mendoza, percorrendo uma fazenda e em dúvida se deveria compra-la ou não, e então ele disse: ‘Se você acha que isso vai fazer você feliz, compre ‘. E assim foi. “

As maiores coleções de vinhos do mundo (VII) –Tawfiq Khoury

3 de setembro de 2019

TAWFICK

Tawfiq Khoury: 65.000 garrafas

Outrora detentor de uma das maiores coleções particulares dos EUA, Tawfiq Khoury leiloou sua coleção de 65.000 garrafas de vinho com Christie’s no valor de US $ 2,5 milhões, embora o número exato nunca tenha sido revelado.

As maiores coleções de vinhos do mundo (VI) – Restaurante Latour

2 de setembro de 2019

A LATOUR DEF

Restaurante Latour: 100.000 garrafas

A enorme coleção de vinhos de Gene Mulvihill é exibida no Restaurante Latour de Nova Jersey e apresenta apenas os, reconhecidamente,  melhores vinhos – segundo  Mulvihill. A adega também abriga um laboratório de tecnologia de ressonância magnética nuclear que ajuda a analisar os vinhos

 

As histórias que se escondem atrás dos nomes das vinícolas argentinas (VI)

31 de agosto de 2019

AFS DEF

Finca Sophenia

As primeiras v inhas foram plantadas em 1998 e a vinícola começou a ser construída em 2002, de modo que a Finca Sophenia  -e uma vinícola das pioneiros em Gualtallary.
Quanto ao nome escolhido, o que se sabe é que “é uma mistura de dois nomes de mulheres: Sophia e Eugenia, as filhas dos sócios fundadores, Roberto Luka e Gustavo Benvenuto”.
Luka criou esse nome desde que conheceu Benvenuto, porque eles eram pais de duas amigas íntimas que se conheceram no jardim de infância.
Hoje, Eugenia fortalece o nome e é uma profissional que trabalha na vinícola e lidera as funções de Marketing e Relações Públicas”.

As maiores coleções de vinhos do mundo (V) – Bodega 1860

31 de agosto de 2019

A BODEGA DEF

Bodega 1860: 129.000 garrafas

Localizada no belo País Basco da Espanha, esta coleção – preservada pela vinícola Marques de Riscal – apresenta safras de todos os anos desde 1862 e é mantida estritamente trancada. Somente os principais VIPs podem provar os vinhos.

As histórias que se escondem atrás dos nomes das vinícolas argentinas (V)

30 de agosto de 2019

A HUENTALA

Todo enófilo em algum momento já se perguntou por que as vinícolas argentinas são chamadas como são chamadas? Há muitas vinícolas cujos nomes são um mistério para muitos que apreciam seus vinhos. É por isso que o blog convida o leitor  a conhecer as histórias por trás de cada nome:

A HUEN DEF

A vinícola foi fundada em Gualtallary em 2002, pelas mãos do empresário Julio Camsen, dedicado ao setor hoteleiro, financeiro e vinícola.
Conforme detalhado, Huentala significa “Valle de Guanacos” no idioma dos huarpes (os huarpes ou warpes são um povo indígena de Cuyo), a população original da região em que Mendoza está hoje.
Huentala, além disso, é o nome do hotel de propriedade da família Camsen, na cidade de Mendoza.
Ao dar os primeiros passos no negócio do vinho, os proprietários decidiram fazê-lo com o mesmo nome, em homenagem à terra de Mendoza, ao terroir que dá origem aos vinhos.