Arquivos da categoria ‘Enonotas’

Garrafa de vinho do século XVII comprada como ‘fake’ era verdadeira e foi vendida em leilão por21.000 libras

17 de julho de 2018

BOTTLE DEF

Um colecionador de antiguidades que pagou 30 libras por uma garrafa de vinho do século XVII “falsa” não acreditou em sua sorte quando obteve mais de 21.000 libras ao vende-la em leilão. Ao comprar a garrafa na feira de antiguidades de Doncaster, Steve Williams estava convencido de que a garrafa marrom era uma imitação de uma garrafa de vinho do século XVII. Ele comprou e postou a foto da garrafa de vidro nas mídias sociais. Felizmente para o colecionador  de 54 anos, um dos maiores especialistas do mundo em garrafas de vidro antigas encontrou seu post no Facebook e perguntou se ele poderia dar uma olhada nela. Depois de levar a garrafa para Alan Blakeman, de Elsecar, South Yorks, o proprietário, um  engenheiro da Network Rail, ficou chocado ao descobrir que a garrafa de vinho era de fato genuína, e garrafas feitas antes da virada do século 18 podem ser vendidas por um preço muito alto, o que na realidade aconteceu em leilão.

Kopke celebra aniversário de 380 anos com Very Old Tawny Port

16 de julho de 2018

KOPKE UM

A Kopke, marca do grupo Sogevinus, celebrou os seus 380 anos com o lançamento de um Vinho do Porto de luxo: o Kopke CNK Very Old Tawny Port. O vinho é uma homenagem ao fundador da Casa, Cristiano Nicolau Kopke, que resulta do lote de tawnies muito velhos das décadas de 1920 e 1930 do século XX, que estagiam em cascos de 650 litros, a que se junta ainda o 1900, que repousa num tonel de 2.500 litros. Trata-se de uma edição limitada de 380 garrafas, numeradas. Para Carlos Alves, enólogo para vinhos do Porto da Sogevinus Fine Wines, trata-se de um vinho especial, que marca não só uma data especial, como também permite atestar a variedade e riqueza dos Vinhos do Porto velhos que fazem parte do espólio desta casa.

Fonte: Revista de Vinhos

Os Segredos da Cozinha do Cava: um livro essencial para descobrir as qualidades gastronômicas do Cava

15 de julho de 2018

CAVA DEF

O livro  Os Segredos da Cozinha do Cava, oferece uma série de receitas feitas com Cava ou que combinam especialmente bem com o Cava, proposto por grandes chefs espanhóis reconhecido internacionalmente como Albert Adrià, Andoni Luis Aduriz, Juan Mari Arzak, Martin Berasategui, Jordi Cruz, Joan Roca, Carme Ruscalleda, irmãos ou Oscar Torres Velasco e bartenders conhecidos que foram desenvolvidos especialmente coquetéis Cava, como Javier das rodas, Damia Mula ou Carlos Peñaranda. Ele também mostra aspectos como as origens, a produção pelo método  mais tradicional, categorias, tipos de Cavas, conservação  e serviço sob a orientação de Guillermo Cruz, Melhor Sommelier de Cava na Espanha. O livro atambém aborda o aspecto nutricional, que está sendo cada vez mais valorizado pela Fundação Espanhola de Nutrição. Um trabalho que, com o aval e orientação do Conselho Regulador da Denominação de Origem Cava, quer levar aos leitores uma amostra seleta do vasto patrimônio culinário e cultural da Cava.

Produção de vinho japonês em ascensão

14 de julho de 2018

JAPÃO

Impulsionada pela crescente popularidade global do vinho japonês, a produção nacional de vinho do país está aumentando gradualmente (5,2%. na última avaliação) após um rigoroso controle que distingue entre vinhos produzidos a partir de uvas cultivadas localmente ou importadas.Com base na regulamentação de rótulos de vinho do Japão, somente os vinhos produzidos inteiramente a partir de uvas colhidas no Japão e sem a adição de água como ingrediente durante o processo de fermentação e maturação, podem ser chamados de “vinho japonês”.
No entanto, o termo “vinho doméstico” pode ser usado para indicar vinhos que são feitos no Japão a partir de uvas importadas.
Há mais de 200 vinícolas  no Japão, e as vendas sob rótulos nacionais representaram 32% de todas as vendas de vinhos no país em 2010, de acordo com o The Oxford Companion to Wine.
As principais regiões vinícolas estão localizadas em Yamanashi, Nagano, Yamagata e Hokkaido, com sua uva branca indígena Koshu entre as variedades mais conhecidas do país.

Fonte: Drink Business

 

A Maison Louis Roederer reina na V Edição dos Oscars do Champagne

11 de julho de 2018

CRISTAL

A empresa francesa Louis Roederer, de novo, torna-se mais uma vez a Maison de Champanhe mais premiada no certame The Champagne & Sparkling Wine World Championship,  com 11 medalhas de ouro e 2 de prata. A Maison francesa, uma das grandes casas de champanhe que ainda hoje é  independente, tem sido o grande protagonista da V edição do Campeonato Mundial de Champanhe e Espumante (CSWWC), conhecido como o Oscar de champanhe e vinhos Espumantes.

  • Louis Roederer 2002 Cristal (Medalha de Ouro)
  • Louis Roederer 2002 Cristal Rosé (Medalha de Ouro)
  • Louis Roederer 2008 Cristal Brut Vintage (Medalha de Ouro)
  • Louis Roederer 2008 Cristal Rosé (Medalha de Ouro)
  • Louis Roederer 2009 Cristal Brut (Medalha de Ouro)
  • Louis Roederer 2009 Cristal Rosé (Medalha de Ouro)
  • Louis Roederer 2010 Brut Rosé (Medalha de Ouro)
  • Louis Roederer 2011 Blanc de Blancs (Medalha de Ouro)
  • Louis Roederer 2012 Brut Vintage (Medalha de Ouro)
  • Louis Roederer 2013 Brut Rosé (Medalha de Ouro)
  • Louis Roederer NV Brut Premier (Medalha de Ouro)
  • Louis Roederer 2012 Brut Vintage (Medalha de Prata)
  • Louis Roederer NV Brut Premier (Medalha de Prata)

The Champagne & Sparkling Wine World Championship é um prestigioso evento internacional do setor que premia com medalhas de Ouro e Prata, através de um júri formado pelos mais importantes especialistas em champanhe e espumante do mundo, como o Master of Wine Essi Avellan e Dr. Tony Jordan, entre muitos outros.

Obama participa do Protocolo do Porto e pede que indústria do vinho colabore na luta contra as mudanças climáticas

10 de julho de 2018

OBAMA DEF

O ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, usou uma cúpula sobre mudanças climáticas – a Climage Change Leadership, no Porto, para pedir à indústria do vinho que trabalhe em conjunto e solicitou  às empresas que ajudem a moldar a política do governo sobre o assunto.
As empresas devem se unir para compartilhar idéias e exercer influência sobre os governos sobre a mudança climática, disse Barack Obama em uma cúpula no Porto dominada por representantes da indústria do vinho.
“Para os produtores de vinho compartilharem as melhores práticas diante do aumento das temperaturas faz todo o sentido”, disse Obama, durante sua participação. Ele e outros oradores participaram para ajudar a lançar o “Protocolo do Porto”, uma iniciativa liderada pela indústria do vinho.

Milhões de garrafas de rosé espanhol foram rotulados e vendidos como vinho francês

10 de julho de 2018

ROSÉ DEF

Os consumidores europeus, britânicos e franceses, em particular,  podem ter sido vítimas de uma grande fraude de vinho, de acordo com investigadores de fraudes que acreditam que cerca de 10 milhões de garrafas de rosé espanhol barato, foram vendidas ilegalmente como vinho francês mais caro. O vinhos rosés, falsamente rotulados como vinho de mesa francês ou vinho IGP (indicação geográfica protegida) mais caro, foram vendidos por quatro distribuidores franceses “muito grandes”, de acordo com Alexandre Chevallier, do departamento francês de fraude ao consumidor.
Os resultados de uma investigação realizada entre 2016 e 2018 e revelada pelo jornal Le Parisien ontem, dia 09,  chocaram a França. Para muitos apreciadores de vinhos franceses, o rosé é a bebida preferida do verão. O consumo aumentou drasticamente durante a atual onda de calor em grande parte do país.
Os processos criminais estão prestes a ser lançados, disseram autoridades, mas eles não indicaram os comerciantes acusados, ou revelaram se as prisões foram feitas. Se forem condenados por fraude, os fornecedores arriscam longos períodos de prisão e pesadas multas. Um distribuidor de vinhos localizado perto da fronteira com a Espanha é acusado de esconder a origem de três milhões de litros de rosé espanhol, o equivalente a quatro milhões de garrafas, vendidas como vinho francês em três anos.

Cooleo Bottle:a primeira garrafa de vinho, do mundo, de duas camadas

9 de julho de 2018

COOLEO DUPLO DEF

Conhecida como a garrafa Cooleo, esta garrafa de vinho de duas camadas é a primeira do gênero,  foi lançada por uma empresa alemã, com o objetivo de fornecer “uma garrafa moderna e funcional” com “prazer de beber mais tempo”e é projetada para manter o vinho frio sem a necessidade de um refrigerador. A nova garrafa da Cooleo combina paixões por vinho, arte, design moderno e tecnologia inovadora. A sustentabilidade também foi levada em consideração, já que a garrafa fabricada na Alemanha é reutilizável, com usos que vão desde servir outras bebidas ou reciclá-la para fins decorativos. Recentemente adotada pela vinícola alemã Wasem, que encomendou 6.000 garrafas, esta inovadora garrafa de vinho é construída em vidro borossilicato e é selada em um vidro de fechamento Vinolok. O uso de vidro borossilicato garante à garrafa Cooleo “uma excelente transparência e durabilidade resistente a arranhões”, enquanto o fechamento Vinolok garante que a garrafa possa ser reciclada e reutilizada.
De acordo com o designer de garrafas da Cooleo, Oliver Conrad, “Nossa intenção era criar um conceito que combinasse vidro tradicional com design moderno e elegante”. Essa mistura de técnicas resultou em uma garrafa incrivelmente funcional que, de acordo com os testes, fica mais fresca por mais tempo do que uma garrafa normal quando simplesmente congelada em uma geladeira.

Arqueólogos israelenses descobrem ânforas de vinho de 2.000 anos

6 de julho de 2018

ÃNFORAS DEF

Arqueólogos israelenses encontraram duas ânforas de vinho de 2.000 anos em uma caverna de 30 metros de altura, no norte do país, segundo informe do Israel Antiquities Authority. Na escavação, que se desenvolveu ao longo da fronteira com o Líbano, eles também encontraram jarros, uma tigela, uma caçarola e fragmentos de argila que serão analisados. As ânforas de vinho, que estão intactas, medem 70 centímetros de altura e têm um diâmetro entre 50 e 60 centímetros. Estima-se que as ânforas de barro datem de épocs entre o século III e o século I aC. O fato de que recipientes para cozinhar foram encontrados indica que havia pessoas morando lá por um tempo. “Acreditamos que quem se escondeu lá, fugiu de um evento violento na área”, disse o arqueólogo Danny Sion, da Autoridade de Antiguidades. “É incrível como eles levaram os contêineres para a caverna, o que é extremamente difícil de alcançar”, disse ele. Talvez antes houvesse um acesso que hoje não existe mais, ele teorizou. Os arqueólogos subiram com cordas até a caverna para realizar a escavação. Uma vez que as delicadas ânforas foram recuperadas, elas foram embrulhadas em um material protetor. Então foram abaixados com cordas até o sopé da encosta em sacos acolchoados.

Fonte: http://www.elcomercio.com/tendencias/arqueologos-israelies-extraen-anforasvino-2000anosantiguedad.html.

 

Edgar Lizarazu Shiosaky: um artista que pinta obras-primas com vinho

5 de julho de 2018

ARTISTA DEF

“O vinho é poesia engarrafada”, como diz o ditado, mas para o artista boliviano Edgar Lizarazu Shiosaky é muito, muito mais. “Na sua forma pura é tão fluido que é quase impossível controlar”, disse Edgar Lizarazu Shiosaky, um artista sul-americano que usa o vinho como matéria prima.

A GARRAFA DEF

Para Shiosaky ele só precisa do pigmento, derivado de peles de uva que, segundo ele, são a melhor ferramenta para “refletir a beleza das uvas e criar um ar verdadeiramente belo”