Arquivos da categoria ‘Enonotas’

As 10 uvas brancas mais frutadas e florais (VI)

23 de setembro de 2018

VIOGNIER DEF

O mundo do vinho é tão amplo e complexo que não é fácil delimitar os diferentes perfis aromáticos que o compõem. Apesar de tudo, podemos encontrar um estilo de vinho com um perfil amplamente difundido e facilmente reconhecível: o das uvas brancas e os vinhos brancos frutados e florais. Este estilo de vinhos reduz ostensivamente a distância entre os aromas da uva e do próprio vinho, uma vez que os intensos aromas primários da fruta chegam quase intactos as taças. É sobre vinhos que acumulam detratores e seguidores leais em partes iguais e são precisamente suas características frutadas que se transformam em defeitos para alguns e em virtudes para outros.
Em alguns casos, aromas frutados são acompanhadas por certa doçura, em outros, toques de ervas

Viognier

A viognier é a uva histórica dos famosos vinhos franceses Condrieu e Château-Grillet. Menos ácida que a Riesling ou Sauvignon Blanc e com aromas  menos estonteantes que a Gewürztraminer,a Viognier pode deslumbrar muitos aficionados do vinho com seus aromas de damasco e flores brancas.

Fonte: https://www.vinissimus.it/blog/es/uvas-blancas

O mercado mundial de vinhos finos continua crescendo, em 2018, segundo a Liv-Ex

22 de setembro de 2018

FINE WINE

O ano de 2018 continua sendo um  território positivo para o mercado de vinhos finos em todo o mundo. O melhor desempenho desde o início do ano é claramente o dos vinhos da Borgonha, que registra um retumbante um aumento + 15,6% nos primeiros oito meses de 2018 (+ 24,4% nos últimos 12 meses, e até + 82,7% em 5 anos, ed). De idêntica forma os vinhos de  Bordeaux, que, nos primeiros 8 meses, cresceu + 8,5% (e em 34% em 5 anos), e as performances de Champagne também são muito interessantes  crescendo  5% (e + 39,5% em 5 anos.

Gambero Rosso 2019 divulga os Tre Bicchieri da Puglia

22 de setembro de 2018

PUGLIA DEF

Como todos os anos, setembro é o mês em que os famosos ” Tre Bicchieri ” premiados pelo Gambero Rosso são publicados. Quinze (15)  vinhos da Puglia  obtiveram o Tre Bicchieri no guia Vini d’Italia 2019 del Gambero Rosso. Ei-los:

Askos Verdeca ’17 – Masseria Li Veli

Castel del Monte Rosso V. Pedale Ris. ’15 – Torrevento

Five Roses 74° Anniversario ’17 – Leone de Castris

Gioia del Colle Primitivo 16 Vign. San Benedetto ’15 – Polvanera

Gioia del Colle Primitivo Baronaggio Ris. ’15 – Vito Donato Giuliani

Gioia del Colle Primitivo Marpione Ris. ’15 – Tenuta Viglione

Gioia del Colle Primitivo Muro Sant’Angelo Contrada Barbatto ’15 – Tenute Chiaromonte

Gioia del Colle Primitivo Senatore ’15 – Coppi

Oltremé ’17 – Tenute Rubino

Orfeo Negroamaro ’16 – Cantine Paolo Leo

Otto ’16 – Carvinea

Primitivo di Manduria Raccontami ’16 – Vespa-Vignaioli per Passione

Primitivo di Manduria Sessantanni ’15 – Cantine San Marzano

Primitivo di Manduria Zinfandel Sinfarosa Terra Nera ’16 – Felline

Salice Salentino Rosso Selvarossa Ris. ’15 – Cantine Due Palme

 

Leilão de vinho é o negócio mais sofisticado, já criado pelo homem

21 de setembro de 2018

LEILÃO DEF

Nem só de obras de arte se ocupam as lojas de leilões. Das boas bebidas, notadamente os bons vinhos, as casas de leilões também se ocupam, e os resultados das últimas ofertas são reveladores: o mercado está superaquecendo.
O alarme soou quando se vê a linha ascendente desenhada desde 2016 pelo índice de referência Liv-ex Fine Wine 100, que representa o movimento de preços dos 100 vinhos mais cobiçados no mercado secundário, e que é composto principalmente por garrafas de vinho dos melhores Borgonhas e Bordeaux. Subiu 2,37% no ano passado e 15,86% nos últimos cinco. Em 2008, o nível do índice aumentou de pouco mais de 100 para quase 300 em apenas três anos, antes de cair para 170. No final de agosto de 2018 fechou em 316. Juntamente com a Sotheby’s e a Christie’s, (que leiloam vinhos e bebidas espirituosas com a mesma formalidade com que vendem pinturas de Picasso), aficionados do vinho, distribuidores, restaurantes, investidores e amantes da moda em geral são citados nos corredores do tradicional Hart Davis Hart., Acker Merrall & Condit e Zachys e nas plataformas da WineBid.com, entre outros. Entre todas as Casas Leiloeiras as melhores safras são disputadas, jóias que dificilmente são encontradas em lojas (nem mesmo em lojas especializadas) e pertencem àqueles que são obrigados a se livrar de parte de sua coleção para obter liquidez ou herdeiros abstêmios que querem se se privar do legado de pais colecionadores. Segundo o último relatório The Wealth Report da consultoria imobiliária Knight Frank, o vinho é o segundo investimento de luxo que mais cresceu em 2017, atrás somente de obras de arte e à frente de relógios, moedas, joias, carros e de coleção de selos.

Fonte: https://www.revistagq.com/la-buena-vida/comer-y-beber/articulos/en-que-vino-deberia-invertir-ganar-dinero-subastas/30733

As 10 uvas brancas mais frutadas e florais (V)

21 de setembro de 2018

TORRONTÉS DEF

O mundo do vinho é tão amplo e complexo que não é fácil delimitar os diferentes perfis aromáticos que o compõem. Apesar de tudo, podemos encontrar um estilo de vinho com um perfil amplamente difundido e facilmente reconhecível: o das uvas brancas e os vinhos brancos frutados e florais. Este estilo de vinhos reduz ostensivamente a distância entre os aromas da uva e do próprio vinho, uma vez que os intensos aromas primários da fruta chegam quase intactos as taças. É sobre vinhos que acumulam detratores e seguidores leais em partes iguais e são precisamente suas características frutadas que se transformam em defeitos para alguns e em virtudes para outros.
Em alguns casos, aromas frutados são acompanhadas por certa doçura, em outros, toques de ervas

Torrontés

Torrontés, uma uva branca cultivada principalmente na Argentina, pode ser uma reminiscência de muscat, às vezes até mesmo gewürztraminer. Floral, picante e muitas vezes fresco e amigável pode ser uma perfeita porta de entrada para se conhecer as variedades aromáticas.

Fonte: https://www.vinissimus.it/blog/es/uvas-blancas

The Artistry of Award Wine 2018 é o fotógrafo Adrian Lander,

19 de setembro de 2018

ADRIAN ANDER

A foto acima é a obra  com a qual Adrian Lander ganhou o prêmio “The Artistry of Wine Award” do “Louis Roederer International Wine Awards Writers'”, que nomeiam anualmente as melhores expressões no campo da expressão artística, a escrita e jornalismo. Na edição 2018, na categoria “The Artistry of Award Wine“,  o vencedor foi o fotógrafo Adrian Lander,

Sadie Family ‘T Voetpad 2017 é o Vinho Branco do Ano da África do Sul, segundo Tim Atkin

19 de setembro de 2018

THE SADE

Sadie Family ‘T Voetpad 2017 é um blend de Semillon Blanc, Semillon Gris, Chenin Blanc, Palomino e Muscat, recebeu 99 pontos de Tim Atkin, no South African Special Report 2018 e foi considerado o Vinho Branco do Ano da África do Sul. O paladar é maravilhosamente equilibrado e repleto de sabor: casca de laranja, limão amargo, sal marinho, lanolina e um toque de avelã, espalhando-se lindamente em direção ao final que demonstra um excelente vigor.

 

Kanonkop Paul Sauer 2015 recebe 100 pontos de Tim Atkin

18 de setembro de 2018

KANONKOP

Kanonkop Paul Sauer 2015 é o primeiro vinho sul-africano a receber 100 pontos no   South Africa Special Report 2018, jornalista e crítico britânico r Master of Wine Tim Atkin. Para a elaboração do sétimo South Africa Special Report 2018, que acaba de ser lançado, a Atkin provou 1.985 vinhos de todo o país, com a icônica mistura de estilo Bordeaux de Kanonkop alcançando a maior pontuação.
Produzido a partir da safra de 1981, o Paul Sauer é tradicionalmente um blend de uvas Cabernet Sauvignon, Merlot e Cabernet Franc cultivadas na propriedade Kanonkop no Simonsberg em Stellenbosch, a região vinícola mais importante da África do Sul. O vinho tem o nome do lendário ex-proprietário de Kanonkop, que era estadista e amante de vinhos, além de ser o avô dos atuais proprietários de Kanonkop, Johann e Paul Krige.
Em uma declaração sobre sua decisão de premiar 100 vezes um vinho sul-africano pela primeira vez, Atkin disse: “Um grande vinho, com um histórico distinto em um dos melhores safras do Cabo: se algum vinho sul-africano merece 100 pontos e acredito firmemente que sim, então é o brilhante 2015 Paul Sauer, um dos maiores vinhos jovens que eu já provei. Muitos parabéns à equipe da Kanonkop por alcançar mais um marco. ” O Kanonkop Paul Sauer 2015 é um blend de 70% de Cabernet Sauvignon, 15% de Merlot e 15% de Cabernet Franc e maturado por dois anos em barris novos de carvalho francês.

Tim Atkim é o Online Communicator of the Year 2018

17 de setembro de 2018

TIM ATKIM

Tim Atkim é o Online Communicator of the Year 2018  Ele ganhou o prêmio do “Louis Roederer International Wine Awards Writers'”, que nomeiam anualmente as melhores expressões no campo da expressão artística, a escrita e jornalismo, pelo seu trabalho Burgundy 2016 – Special Report

O Sassicaia 2015 é o Vinho do Ano do Best Italian Wine Awards 2018

17 de setembro de 2018

SASSICAIA DEF

O Melhor Vinho do Ano de 2018,  da Itália é o Sassicaia 2015, da Tenuta Sanguido, segundo o Best Italian Awards 2018, seguido no pódio pelo Barbaresco Asili Vecchie Viti 2012 di Roagna e pelo Brunello di Montalcino Tenuta Nova 2013 di Casanova di Neri. Este é o veredito do Júri presidido por Luca Giardini e Andrea Grignaffini e do qual participaram Luciano Ferraro, Marco Tonelli, Kenichi Ohashi, o único Master of Wine japonês, o escritor e crítico de vinhos Master of Wine Tim Atkins e outros profissionais importantes do mundo do vinho.