Arquivos da categoria ‘Enoturismo’

Reims oferece 3.000 garrafas de champanhe grátis para promover o turismo

31 de julho de 2020

A CHAMPA DEF

A iniciativa de oferecer champanhe grátis foi lançada em 15 de julho e está sujeita a certos critérios. Os turistas devem passar pelo menos duas noites consecutivas na cidade de Reims, ou na área circundante, e ficar em um hotel ou pousada. Durante a viagem, os visitantes devem comer em um restaurante local e pedir pelo menos um prato e bebida. Finalmente, para se qualificar, o turista deve comprovar que pagou por uma atividade de lazer, como alugar um caiaque, uma visita à vinícola, alugar uma bicicleta ou ingresso para o cinema.
Um total de 3.000 garrafas, provenientes de 68 produtores diferentes, será entregue (uma por adulto) para aqueles que se qualificarem. Diz-se que a oferta custou € 50.000.

Beleza, história, vinho e gastronomia: os 7 sites na Toscana da UNESCO, reunidos em uma “casa” digital

29 de julho de 2020

AS MENINAS

As colinas decoradas pelas linhas onde Brunello di Montalcino, Nobile di Montepulciano e Orcia Doc ganham vida, mas também aquelas nas quais nasce o branco toscano por excelência, a Vernaccia di San Gimignano; e ainda a terra natal de Pecorino di Pienza, e cidades como Florença, Siena e Pisa, onde as excelências gastronômicas quase não são contadas, desde o famoso bife florentino, a lampredotto, o pici, a sopa de pão, a ribollita, o pappa al tomate, panforte e ricciarelli e assim por diante … Tudo isso e muito mais agora tem sua própria “casa”, ainda que digital, em www.toscanapatrimoniom Mondiale.it: uma plataforma que reune os 7 locais da Toscana como Patrimônio Mundial da UNESCO, uma das regiões italianas que detém o maior número de jóias da humanidade da Itália, juntamente com a China o país que detém o recorde de lugares incluídos na lista de locais declarados Patrimônio Mundial pela UNESCO, hoje 55, e que descreve as peculiaridades graças às fichas técnicas, às galerias de fotos e às propostas de itinerários incomuns, como a excursão de 7 dias que toca todos os 7 locais da UNESCO, como o centro histórico de Florença e o centro histórico de Siena, os dois ” capitais de Chianti Classico “, Piazza dei Miracoli em Pisa, Val d’Orcia, Pienza, San Gimignano, Manhattan do século XIV com suas torres icônicas e, em seguida, as 12 vilas e os 2 jardins Medici da Toscana, intitulados” Toscana para fotografar : pontos de vista para fotos de tirar o fôlego “.

Porto vai inaugurar um grande centro de atrações chamado World of Wine

26 de julho de 2020

A WOW

Depois de mais de cinco anos de planejamento, a cidade do Porto está se preparando para abrir as portas do World of Wine, um grande centro de atrações culturais para turistas ao custo de 105 milhões de euros. Abrangendo uma área de 55 mil metros quadrados de adegas restauradas, pretende ser uma das principais atrações turísticas da cidade portuguesa, ao lado das famosas casas portuárias da região. A abertura inicial, segundo a revista Decanter, estava prevista para 31 de julho de 2020, embora algumas atrações levem um pouco mais de tempo para serem concluídas. “Nosso objetivo no WOW é ajudar a definir o Porto como um destino cultural, contando a história não apenas do vinho pelo qual a cidade é mundialmente famosa, mas também da cidade, seu povo e suas aventuras através dos tempos”, disse Adrian Bridge, CEO da World of Wine. Dentre as atrações, haverá uma fábrica de chocolate de 3 mil metros quadrados, uma exposição com mais de mil taças de vinhos antigas (algumas datando de 7.000 a.C), uma experiência contando a respeito da história do vinho português e outra experiência chamada “planeta cortiça”, que inclui uma réplica de um sobreiro gigante e presta homenagens a Portugal como um importante fornecedor de rolhas de vinho. Haverá também restaurantes e bares de vinhos no complexo, que é construído em torno de armazéns de vinho reformados e inclui uma praça ao ar livre.

Por: Marcos Adair

Nasce a Organização Mundial do Turismo do Vinho e sua sede fica na Espanha

20 de julho de 2020

OGET UM

Um total de 24 países vinculados ao mundo do vinho já faz parte da Organização Global de Enoturismo (GWTO), uma organização criada para promover a cooperação público-privada entre os países e redefinir uma estratégia renovada que responda ao papel do turismo do vinho. na ‘nova era’. Um de seus promotores é o fundador, presidente e CEO da Associação Espanhola de Enoturismo (AEE), José Antonio Vidal.
A Organização Global de Enoturismo (GWTO) atuará como interlocutor nos processos de negociação com Estados, organizações e entidades territoriais e apostará no desenvolvimento do enoturismo, gerando processos e serviços acessíveis que envolvam os cidadãos.

OGET DOIS

Uma academia de enoturismo

Embora a organização seja estruturada em diferentes direções regionais, encarregadas de trabalhar com organizações públicas e o setor privado, a sede da Organização Global de Enoturismo está localizada em Madri, bem como a do projeto de treinamento que nasceu vinculado, a Academia de Enoturismo da GWTO, composta por 70 autoridades de 24 países do turismo do vinho: reitores, reitores, médicos e professores de universidades e escolas de negócios, bem como consultores especializados de sucesso.
A Academia de Enoturismo da GWTO visa assessorar o comitê executivo da GWTO; promover ações para alcançar um novo enoturismo mundial, liderar a gestão do conhecimento do enoturismo e organizar programas de treinamento para a preparação de especialistas nesse campo.

 

World’s Best Vineyards 2020: Zuccardi Vale do Uco é escolhida por dois anos consecutivos como a melhor vinícola de enoturismo do mundo

18 de julho de 2020

A ZUCARDI DEF

Nesta semana, o site World’s Best Vineyards anunciou as 50 principais vinícolas de enoturismo do mundo. No topo da lista, por dois anos consecutivos, a Zuccardi Valle de Uco em Mendoza continua sendo uma das experiências mais deslumbrantes de enoturismo, com um cenário andino tão inacreditável quanto sua visão arquitetônica de uma vinícola. Sem falar na alta precisão de Sebastián Zuccardi em fazer vinhos de altitude, fundindo-se em um todo memorável e perfeito. Localizadas a cerca de 1.100 m acima do nível do mar, na planície aluvial do rio Tunuyán, as vinhas da propriedade Zuccardi expressam a diversidade característica dos solos calcários de Paraje Altamira. Desde o ano 2000, Sebastián mantém um foco singular na elaboração de vinhos com o inconfundível selo do lugar. Uma visita a Zuccardi começa na vinha, onde guias especializados explicam em detalhes o trabalho realizado para expressar o terroir do Vale do Uco. O passeio passa para a “declaração arquitetônica” de uma vinícola. Construída com rochas da vinha Piedra Infinita e água e areia do rio Tunuyán, nas proximidades, esta vinícola faz parte da paisagem circundante. Lá dentro, os visitantes têm a chance de aprender sobre o processo completo de vinificação, ver a sala das ânforas e a sala de barricas, antes de desfrutar de uma das quatro degustações guiadas sob a cúpula da adega, semelhante a de uma igreja. Após a degustação, não haveria melhor maneira de encerrar sua visita do que com um almoço de quatro pratos no restaurante Piedra Infinita Cocina, que oferece um menu sazonal refinado, além de vinhos recomendados para harmonização – e a vista da cordilheira dos Andes, que é uma maravilha de se ver.

Por: Marcos Adair

World’s Best Vineyards 2020: as 10 melhores vinícolas de enoturismo do mundo em 2020

17 de julho de 2020

A ZUCARDI DEF

Nesta semana, o site World’s Best Vineyards anunciou as 50 principais vinícolas de enoturismo do mundo. Segundo menciona o site, as vinícolas incluídas na lista são julgadas pela experiência geral de uma visita, por exemplo, na variedade de experiências que oferecem, na oferta de comida e na qualidade da acomodação. A lista deste ano mostra produtores de cinco continentes e 18 países diferentes, com 17 novas vinícolas no top 50. Um total de quatro vinícolas entre os 10 principais são da América do Sul e, dessas, duas estão localizadas no Chile. De fato, um total de 13 dos 50 melhores está baseado no continente. Há nomes consagrados dos EUA, França e Itália, mas também vinícolas do  Uruguai, Líbano, Japão, Grécia e Bulgária. Aqui estão as 10 principais vinícolas para visitar quando as restrições de viagens diminuírem ao redor do mundo, conforme a classificação do  World’s Best Vineyards:

01 – Zuccardi Valle do Uco – Argentina

02 – Bodega Garzón – Uruguai

03 – Domäne Wachau – Austria

04 – Viña Montes – Chile

05 – Robert Mondavi Winery – EUA

06 – Bodegas Marqués de Riscal – Espanha

07 – Château Smith Haut Lafitte – França

08 – Quinta do Crasto – Portugal

09 – Antinori Nel Chianti Classico – Itália

10 – Viña Vik – Chile

Por: Marcos Adair

Algumas das frases mais esnobes do mundo do vinho

18 de junho de 2020

A SNOB DEF

Recentemente, a Wine Folly fez uma compilação das frases mais esnobes de vinho e, com base nas respostas de seus leitores nas mídias sociais, publicou as 50 frases principais. A ironia é que a maioria dos esnobes do vinho surgem da pura ignorância. Portanto, não deixe eles lhe aborrecerem. Será que você já disse alguma coisa parecida? Seguem abaixo algumas das mais insanas e hilariantes frases que os esnobes do vinho costumam dizer por aí:

1 – “Eu tenho o hábito de cheirar e agitar a taça de água que bebo entre os vinhos de uma degustação”

2 – “Eu consigo sentir os aromas de 2% de Petit Verdot em um vinho de corte bordalês”

3 – “Sempre que visito uma vinícola, acho necessário apontar pelo menos uma falha em cada vinho provado”

4 – “Eu me recuso a beber qualquer coisa que tenha tampa de rosca”

5 – “Em alguns minutos, eu consigo identificar o número do clone da minha uva preferida em uma degustação”

6 – “Quando sou convidado a um evento social, por via de dúvida, gosto de levar minha própria garrafa para não tomar vinho inferior”

7 – “Eu me recuso a participar de degustações quando algum convidado está usando perfume”

8 – “Entre um vinho e outro, eu gosto de cheirar as axilas para limpar o nariz”

9 – “Existe sim uma grande diferença entre Syrah e Shiraz, porque não são a mesma uva”

10 – “Quando vou em uma degustação, só gosto de provar os vinhos mais caros”

11 – “Eu só bebo vinhos franceses”

12 – “Vinho branco é ótimo, só não é melhor porque não é tinto”

13 – “Detesto a uva Chardonnay, eu só bebo Chablis”

14 – “Não bebo vinho com sedimento, porque mostra que está com defeito”

Por: Marcos Adair

 

Portugal reinicia atividade enoturística com reabertura da Quinta da Pacheca

14 de maio de 2020

A PACHECA

O plano de retomada das atividades de enoturismo na Quinta da Pacheca, levou todos os funcionários da área a terem uma formação específica, tendo em conta todas as normas emitidas pela Direção-Geral de Saúde (DGS), assim como pelo Turismo de Portugal, quer no que diz respeito às condições de higienização, quer no aconselhável distanciamento físico, em razão de todo o cerceamento imposto pela atual situação provocada pelo novo coranavírus. Dos espaços de enoturismo da Quinta da Pacheca, que já se encontram certificados com o selo «Safe & Clean», nesta fase,  somente 50% da capacidade serão comercializados. Também o espaçamento de dois metros de distância entre mesas, exceto para famílias será mantido. Dispositivos dispensadores , de álcool-gel, estarão disponíveis para uso de todos os visitantes, à entrada e à saída, e todos os objetos, como torneiras, maçanetas ou corrimões serão desinfetadas várias vezes ao dia. Também com a roupa de cama e de banho os cuidados serão reforçados, estando a equipe de housekeeping sendo devidamente treinados. Localizada junto ao rio Douro, em Lamego, a Quinta da Pacheca possui 75 hectares de vinha e amplos espaços ao ar livre onde é possível aos visitantes, num ambiente de privacidade, usufruírem dos aromas dos vinhedos ou de passearem com o distanciamento aconselhado pelas autoridades sanitárias. A data de reabertura será 18 de maio.

Os Melhores Resorts de Vinho do Mundo – Castello di Verduno, Piemonte, Itália

25 de abril de 2020

A CASTELL DEF

A revista Condé Nast Traveler elegeu os 17 melhores resorts de vinho do mundo, numa seleção que inclui locais desde a Itália à Austrália. Ei –los:

A CASTEL DOIS DEF

4. Castello di Verduno, Piemonte, Itália

Este velho  castelo em uma pequena cidade no Piemonte tem sido gerido pela mesma família há 150 ano.

Os Melhores Resorts de Vinho do Mundo – Castello di Ama, Siena, Itália

24 de abril de 2020

AMA UM DEF

A revista Condé Nast Traveler elegeu os 17 melhores resorts de vinho do mundo, numa seleção que inclui locais desde a Itália à Austrália. Ei –los:

AMA DOIS DEF

4. Castello di Ama, Siena, Itália

O Castello di Ama fica localizado em Gaiole in Chianti (cidade de 2.333 habitantes 😀 em Siena) e é famoso por produzir um dos melhores e mais premiados Chiantis  do Consorzio de Chianti.O local é cercado por vinhas e cada quarto contém obras de arte.