O Vinho em Playlist – As novas playlists envolvendo vinho e música – Now and then a glass of wine

17 de janeiro de 2019 por Elmano Marques

WINE COUNTRY DEF

A playlist Now and then a glass of wine criada por Sheri Wright  traz 331canções ( mais de 21 horas de música) interpretadas por Meghan Trainor, Norah Jones, Eagles, Santa Esmeralda, Madi Davis, Bob Dylan, The Doors. Dire Straits, Pink, Elle King, Blues Traveler, Pink Floyde, Don McLean além de muitos outros cantores e cantoras. Disponível no Spotfy

As tendências que poderão ocorrer no mercado de vinhos em 2019 (V) O boom das uvas nativas da Itália

17 de janeiro de 2019 por Elmano Marques

NERO DEF

O mundo do vinho muda mais rápido do que se pensa. Incentivado por uma política turbulenta, herdada de 2018 é possível que o ano de 2019 seja atingido  por guerras comerciais, pela atual instabilidade do Brexit e catástrofes como erupções de vulcões, seca, inundações impulsionadas pela mudanças climáticas e tudo isso fará alguns vencedores – e outros perdedores – nas regiões vinícolas.
De acordo com um artigo no diário financeiro Bloomberg, estas serão as principais tendências que marcarão o mercado de vinhos em 2019:

5 – O boom das uvas nativas da Itália

Além dos vinhos da Toscana e Piemonte, há um interesse crescente em torno de uvas nativas de outras regiões da Itália, especialmente quando se trata de vinhos brancos. “De Garganega a Nero d’Avola, não faltam uvas interessantes que produzem vinhos com identidade verdadeira”, observam os mais diversos relatórios.”Uma variedade que teve um desempenho particularmente bom é a Fiano, suas vendas cresceram 63% em volume no ano passado.

Os 10 Melhores Destinos de Viagens de Vinho de 2019, segundo a Wine Enthusiast – (IV) Lisboa

17 de janeiro de 2019 por Elmano Marques

LISBOA DEF DEF

Lisboa – Portugal

Anteriormente conhecida por Estremadura, a região vinícola costeira de Lisboa e as suas pequenas sub-apelações refletem a diversidade vínica encontrada em todo o território nacional. A área tem o nome de Lisboa, a cidade chave mais próxima e hub de exportação. Até recentemente, era uma das últimas grandes regiões ainda não descobertas da Europa, mas suas fachadas dignas de serem fotografadas, as vistas para o mar, as extensas vinhas e a icônica Torre de Belém agora são retratadas com destaque nos canais de mídia social. Além  disso merece destaque os deliciosos vinhos locais.

Sobre seus vinhos

A posição de Lisboa ao longo do Atlântico oferece uma miríade de solos, microclimas e topografias que justificam nove Denominações de Origem Controladas (DOCs). Perto da costa e varrida pelo vento, os vinhedos de Colares se espalham de areia resistente à filoxera como aranhas de pernas compridas. Uvas exclusivas da denominação incluem Ramisco para tintos salgados e Malvasia de Colares para brancos salinos. As colinas da Serra de Montejunto, a norte de Lisboa, dividem a área. A frígida e fria região de Óbidos distingue-se dos vinhos espumantes, enquanto o seco Alenquer produz tintos robustos e encorpados de clássicos portugueses como a Touriga Nacional e a Tinta Roriz.

Harmonização Vinho e Comida – Sardinha assada com salada portuguesa harmoniza com quais vinhos?

16 de janeiro de 2019 por Elmano Marques

SARDINHA ASSADA DEF

Os vinhos ideais para harmonização são os brancos portugueses de Alvarinho ou os franceses de Viognier

Vinho e Música – Hey Ya! por Avriel & The Sequoias

16 de janeiro de 2019 por Elmano Marques

A canção Hey Ya! interpretada por Avriel & The Sequoias pede para harmonizar um tinto de Zinfandel californiano.

O Vinho em Playlist – As novas playlists envolvendo vinho e música – Dinner

16 de janeiro de 2019 por Elmano Marques

DINNER DEF DEF

A playlist Dinner criada por Digster Sweden  traz 241canções ( mais de 14 horas de música) interpretadas por Alessia Cara, Lany, Another Sky, Sandro Cavazza, Jeremy, Florence, Kaliffa. Imagine Dragons, outros cantores e cantoras. Disponível no Spotfy

As principais feiras de vinhos de 2019 – London Wine Fair – Kensington, Londres

16 de janeiro de 2019 por Elmano Marques

FAIR LONDON

20 a 22 de maio

De 20 a 22 de maio 2019 será realizada  39ª edição da London Wine Fair – a maior exposição de vinhos e bebidas espirituosas do Reino Unido – atraindo uma variada gama de expositores, desde importadores britânicos de todos os tamanhos até marcas individuais em busca de representação.  No ano passado. Os organizadores viram a participação aumentar em 17% em relação a2017, com 14.250 visitantes presentes. Desses participantes, 26% foram visitantes pela primeira vez. O evento de 2019 aproveitará esse sucesso com uma série de novas iniciativas e áreas de recursos aprimoradas, além de conteúdo atualizado em seu programa de briefings e masterclasses do setor.
A Zona de Inovação, lançada em 2018, retornará com novos expositores e conteúdo do mundo do design e tecnologia; enquanto a Wines Unearthed celebrará cinco anos desde que foi lançada na London Wine Fair, ocasião em que apresentou várias centenas de vinícolas visando o mercado do Reino Unido pela primeira vez. Tovey disse: “Em termos de expositores, no principal andar do show, vários agentes do Reino Unido retornarão após um intervalo de alguns anos, o que é particularmente gratificante. Quando se trata de estandes reservados, estamos com 20% de aumento na receita confirmada de onde estávamos no ano passado – um endosso do trade para o evento de 2019. ”

Fonte: Drink Business

As tendências que poderão ocorrer no mercado de vinhos em 2019 (IV) A Cabernet Franc continuará a crescer

16 de janeiro de 2019 por Elmano Marques

Old vine. Stony. Bunches of ripe grapes. Cabernet Franc. Chateau Belle-Garde, Bordeaux, France

O mundo do vinho muda mais rápido do que se pensa. Incentivado por uma política turbulenta, herdada de 2018 é possível que o ano de 2019 seja atingido  por guerras comerciais, pela atual instabilidade do Brexit e catástrofes como erupções de vulcões, seca, inundações impulsionadas pela mudanças climáticas e tudo isso fará alguns vencedores – e outros perdedores – nas regiões vinícolas.
De acordo com um artigo no diário financeiro Bloomberg, estas serão as principais tendências que marcarão o mercado de vinhos em 2019:

4- A Cabernet Franc continuará a crescer

A Cabernet Franc é uma das uvas tintas que vem tendo um crescimento em todo o mundo e sua presença nas vinícolas não para de crescer – não tanto na Espanha, onde sua presença ainda é escassa, mas em outros países, como Argentina, onde são elaborados grandes vinhos desta casta. . Esta variedade de uva tem sido utilizada desde finais do século XVIII, em corte com a Cabernet Sauvignon ou Merlot, nos vinhos de Bordeaux, mas hoje não se limita aos vinhos franceses.”A última tendência mostra que metade dos cartas de vinhos premium terá uma ou mais variedades de vinhos de Cabernet Franc de outras partes do mundo”, diz um relatório da OIV. “As cartas não estão limitadas a um único país, com vinhos da África do Sul, Califórnia, Chile e Canadá”.

 

Os 10 Melhores Destinos de Viagens de Vinho de 2019, segundo a Wine Enthusiast – (II) Beaujolais

16 de janeiro de 2019 por Elmano Marques

Moulin a Vent Beaujolais vineyard, Romaneche Thorins, Saone et Loire, Beaujolais, France

Beaujolais – França

Se o enófilo está à procura de uma bela região vinícola francesa próxima a uma grande cidade, não há nada como Beaujolais. A menos de uma hora de Lyon a auto-proclamada capital gastronômica do país, Beaujolais, região vibrante, é perfeita para viagens de um dia ou para estadias mais longas. É um prazer, por si só, perder-se em estradas sinuosas entre colinas e vinhas, vilarejos e vinícolas pequenas e movimentadas que recebem muito bem os visitantes. Como a qualidade dos vinhos aumentou, o mesmo acontece com as instalações dos hóspedes. Proliferam cxcelentes restaurantes  assim como hotéis confortáveis com seus próprios restaurantes. O ideal é ir antes que se torne muito popular.

Sobre seus vinhos

O norte de Beaujolais é o lugar onde são produzidos os melhores vinhos, que incluem os vinhedos Beaujolais cru e Villages de Morgon, Fleurie, Juliénas, Saint-Amour, Chénas e Chiroubles. Cada cru oferece sua própria expressão da grande uva Gamay, que é a base para os vinhos da região. Morgon e Moulin-à-Vent possuem potência total, enquanto Juliénas é estruturada. Fleurie tem mais frutas iniciais, e Saint-Amour está mais perto do gosto de Pinot Noir. Para aqueles que gostam de vinhos de baixa ou sem enxofre, Beaujolais é o lugar para se visitar. Mais ao sul, na região de Pierres Dorées, as montanhas são mais íngremes e os vinhos mais rústicos. Esta é uma das principais fontes de Beaujolais e Beaujolais Nouveau.

Fonte: Wine Enthusiast

Harmonização Vinho e Comida – Bruschetta de sardinha com salada de couve harmoniza com quais vinhos?

15 de janeiro de 2019 por Elmano Marques

BRUSCHETTA DEFOs vinhos ideais para harmonização são os brancos portugueses de Alvarinhos ou os Albarinhos espanhóis