18 de maio de 2024
Notícias

RIO-2016: Com recorde sul-americano, Fernando Reis termina prova na quinta posição

O pavilhão 2 do Riocentro recebeu na noite de terça-feira (16.08) os atletas mais fortes do mundo para a disputa da medalha olímpica no levantamento de peso, categoria mais de 105 kg. Na briga, o brasileiro Fernando Reis, de apenas 24 anos, disputava, no Rio, sua segunda Olimpíada.

Ao final, o resultado apresentou um grande avanço em relação aos Jogos de Londres 2012, quando o brasileiro terminou na 12ª colocação. Fernando somou 435kg e terminou em quinto na classificação geral. “Eu fico lisonjeado de ser o quinto homem mais forte do mundo. Esta modalidade é uma das essências dos Jogos Olímpicos. Meu esporte é mostrar os homens mais fortes do mundo”, disse o atleta.

O paulista levantou 195kg no arranco e 240kg no arremesso, totalizando 435kg e batendo o recorde sul-americano e pan-americano. Sua melhor marca internacional, 427kg, havia sido responsável pelo ouro nos Jogos Pan-Americanos de Toronto 2015.

Fernando Reis

Embora tenha ficado satisfeito com sua atuação, o halterofilista acredita que dava para ir um pouco além da quinta colocação. “Foi histórico, mas sei que posso um pouco mais. Eu subi um degrau e este cenário não é para qualquer um. É um peso para europeu e a gente está chegando no nível deles”, ressaltou.

Fernando só lamentou o fato de não ter conseguido fazer mais 10kg no arranco para brigar por uma medalha. “Foi uma prova duríssima. Jogos olímpicos são assim: não podia errar. Eu cometi um erro no arranco e paguei um preço por isso. Se tivesse feito 200kg, estava na briga. Mas estou feliz. É a primeira vez que estou competindo com a torcida ao meu favor e para mim foi maravilhoso”, disse Fernando, que saiu da competição ovacionado pela torcida brasileira que lotou o pavilhão do Riocentro.

Contusões

A atual temporada foi difícil para Fernando Reis. O atleta sofreu duas contusões, uma no cotovelo e outra no peito, e teve que passar por um período de adaptação para não precisar de uma intervenção cirúrgica. “Analisando friamente, este ano foi complicado. Eu tive duas lesões que me prejudicaram. Passei pelos melhores médicos do país e não precisei operar. Se tivesse operado, não estaria competindo. Então é bola para frente. E meu ciclo olímpico de Tóquio começa amanhã. São quatro anos de trabalho”, avisa Fernando.

Pódio

No pódio, a medalha de ouro ficou com o georgiano Lasha Talakhadze, que levantou 473kg e bateu o recorde mundial. A prata ficou com o armênio Gor Minasyan, com 451kg. Em terceiro lugar ficou um atleta da Geórgia, Irakli Turmanidze, com 448kg. “A prova foi muito dura. Eles quebraram o recorde mundial e olímpico”, destacou Fernando Reis.

Outros brasileiros

Além de Fernando Reis, quatro atletas brasileiros disputaram a modalidade. As provas foram realizadas entre os dias 6 e 16 de agosto, sempre no Riocentro. Roseane Santos (53kg) terminou na quinta colocação. Já Jaqueline Ferreira foi desclassificada e não pontuou. Entre os homens, Welisson Rosa (85kg) fechou a competição em 18o lugar e Mateus Machado (105kg) não pontuou.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *