26 de fevereiro de 2024
Sem categoria

Especialistas afirmam: gastronomia potiguar pode (e deve) atrair turistas

Fernando Bezerril (Marinas Camarões) e Cacau Wanderley (diretora adjunta de Gastronomia da UnP)

“A gastronomia potiguar como diferencial de marketing” foi um dos bom painéis do 3º Fórum de Turismo do RN, que teve nesta terça-feira seu primeiro dia.
A mediadora foi Cacau Wanderley, diretora-adjunta do curso de Gastronomia da UnP.
Os debatedores foram  Alexandre Capistrano, (diretor da Abrasel), Luís Benício (diretor da revista Deguste), Giovani Rodrigues (Paçoca de Pilão), Fernando Bezerril (Marina Camarões) e Paulo César Galindo (Fogo & Chama).
De acordo com Benício, a gastronomia faz parte do patrimônio cultural de um povo. “O turismo gastronômico é muito forte na Europa. Os visitantes não medem esforços para ir a restaurantes, mesmo até que a cidade não tenha maiores atrações. Em Natal tem que haver mais investimentos, pois após os passeios o turista quer mesmo é ir a um bom restaurante para provar a culinária local”, comentou.
O empresário Fernando Bezerril assegurou que uma pesquisa já constatou que o turista não vê Natal apenas como a Cidade de Sol, mas também como a “terra do camarão”.
Já o empresário Paulo César Galindo afirmou que a gastronomia pode ser usada como ponto principal de uma campanha de marketing. “Nós vemos as folheterias dos outros estados brasileiros valorizando a sua gastronomia e é preciso renovar o produto do marketing. Já faz 30 anos que Natal é vendida da mesma forma. É preciso mudar”, alega.
 
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *