15 de abril de 2024
Sem categoria

Pesquisa da FGV revela que 49,1% dos brasileiros desejam viajar para o Nordeste

Mais de 34% das famílias brasileiras pretendia viajar no ano passado. Em 2010, esse índice era de 29,7%. Os dados são da Sondagem de Intenção de Viagem do Consumidor, realizada mensalmente pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), a pedido do Ministério do Turismo.
A pesquisa mede a intenção dos brasileiros de viajar, resultado de consulta a duas mil famílias nas sete principais regiões metropolitanas brasileiras (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Distrito Federal, Salvador e Recife).
O MTur estima que essas regiões respondam por cerca de 70% do fluxo emissivo do turismo brasileiro. A viagem aérea, que em 2008 fazia parte do roteiro de 44,4% das famílias entrevistadas, agora é a maneira preferida de iniciar ou encerrar o roteiro para mais de 60% desse grupo.
A região Nordeste continua sendo a mais procurada. Em 2011, 49,1% das famílias brasileiras que almejavam viajar tinham um dos nove estados nordestinos como destino de férias. Hotéis e pousadas foram citados por 55% dos participantes da pesquisa como meio de hospedagem preferido.
 

One thought on “Pesquisa da FGV revela que 49,1% dos brasileiros desejam viajar para o Nordeste

  • felipe

    Antonio, eu acho hilárias estas perquisas, voce é Carioca, qual é o sulista que não quer conheçer o Nordeste? Aonde você chega no Sul todos querem conheçer o Nordeste, assim como nós Nordestinos queremos conheçer o Sul, principalmente o Rio e Gramado. Agora enquanto eles estudam, pesquisam e gastam dinheiro, quem trabalha na área sabe, o grande entrave, é o custo, sou chato sempre bato na mesma tecla. Partindo de SAO ou RIO, pesquise o custo de uma viagem para Europa, America do Sul, Sul do Brasil e o Nordeste. Ai não precisa os estatisticos da FGV e outras fundações perderem tempo. Se não quiserem perder tempo liguem para uma agência de viagem, ou entrem nos sites das cias. aéreas. Quanto ao gargalo dos próximos anos, só não ver quem não quer, tambem não precisa especialistas.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *