20 de maio de 2024
Sem categoria

Projeto de qualificação para turismo náutico terá últimos ajustes

Cruzeiros no Brasil navegam em mar bastante rentável
Cruzeiros no Brasil navegam em mar bastante rentável

O Rio Grande do Norte, que não tem qualquer projeto náutico e está longe do acompanhamento do desenvolvimento do setor, precisa estar atento a algumas decisões em nível nacional. Ou seja: tem que (talvez literalmente) “botar seu barco n’água”…
O Grupo de Trabalho de Turismo Náutico, coordenado pelo Ministério do Turismo, fará amanhã, sexta-feira (10), em Manaus (AM), os ajustes finais no projeto de qualificação para o segmento.
O projeto trata da formação e aperfeiçoamento de mão-de-obra para atender às demandas de manutenção de embarcações de turismo e de profissionais para os navios de cruzeiro.
Prevê a formação de 3,5 mil trabalhadores em 13 cidades. Entre os dez cursos estão o de garçom, barman, recepcionista, eletricista de embarcações, mecânico e marceneiro naval.
Não custa lembrar: somente no setor de cruzeiros marítimos houve, por exemplo, aumento de 374% no número de passageiros entre as temporadas 2004/5 e 2008/9.
O GT Náutico é formado por representantes das empresas do setor, dos ministérios do Turismo, Trabalho, Marinha e Meio Ambiente, Secretaria Especial de Portos, Patrimônio da União e Polícia Federal, além das agências reguladoras de transportes aquaviários (Antaq) e da vigilância sanitária (Anvisa).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *